A 3ª Promotoria de Justiça de Campo Mourão (Centro-Ocidental paranaense), com atribuições de Proteção aos Direitos da Pessoa com Deficiência, ajuizou ação civil pública contra o apresentador Aldery Ribeiro, do programa “TV em Ação”, que proferiu ofensas contra pessoas com deficiência em um programa de televisão. A emissora também é ré na ação.

Além de requerer liminarmente a retirada do vídeo do site da emissora, a ação pede a condenação dos envolvidos ao pagamento de R$ 200 mil por danos morais coletivos, a serem revertidos ao Fundo Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

A ofensa aconteceu no dia 30 de abril, quando Aldery Ribeiro comparou briga em redes sociais com a paraolimpíadas. “Opinião minha, particular, e tenho certeza que muita gente não concorda e critica, e eu respeito. Pra mim, é o seguinte: discutir em rede social é igual participar das paraolimpíadas. Com todo respeito, você pode até ganhar, mas continua deficiente, com pouca visibilidade e não é exaltado e aplaudido como os outros.” Em seguida, o apresentador de TV repetiu novamente o discurso e chamou pessoas com deficiência física de ‘aleijados’.

“(…) você ganha e continua deficiente, aleijado, e os outros não te aplaudem, não te exaltam e muito menos te dão o valor que você merece.” Nas redes sociais, o discurso de Aldery Ribeiro gerou muita revolta.

Veja o vídeo.