O vereador Marcos Ribas tem 43 anos, nasceu em Ponta Grossa e ainda criança mudou-se com a família para a Vilinha, no interior do município de Palmeira. Filho de pequenos produtores rurais, tem três irmãos. Divorciado, tem uma filha de 4 anos. Estudou na extinta Escola da Vilinha, no Colégio Henrique Stadler, na localidade de Queimadas, no Colégio Agrícola Getúlio Vergas e formou-se em Contabilidade pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Tem, ainda, duas pós-graduações, em Auditoria Integral, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), e Gestão Pública, pela Faculdade São Braz.

Ele trabalhou com a família na agricultura e pecuária leiteira até chegar ao Colégio Agrícola, época em que ingressou no esporte, no futebol, defendendo as equipes do Palmeira, Ypiranga e Juventude, da Vilinha. Trabalhou em empresas de Ponta Grossa e Curitiba, até que, em 2005, recebeu convite para retornar a Palmeira e compor a equipe da Prefeitura, onde permaneceu até 2016, exercendo cargos de Assessor de Desenvolvimento Econômico, Secretário de Gestão Pública e Secretário de Obras e Infraestrutura. Eleito vereador em 2016, com 996 votos, cumpre mandato até o final deste ano.

Marcos diz que a pré-candidatura a prefeito é um caminho natural da sua vida política, pois está envolvido na vida pública do município há bastante tempo. Confessa que desde jovem sempre foi inquieto com relação aos problemas de Palmeira, presente nas atividades da comunidade, nas reivindicações e na busca de soluções, principalmente pelos problemas do interior do município, onde morou durante grande parte da vida e de onde diz conhecer de perto as dificuldades. Para tanto, atuou em diversas secretarias municipais, foi eleito vereador e dedica seu trabalho além da legislatura, com a busca de melhorias e obras no município, assegurando com isso vários avanços. Agora, como consequência desse trabalho, com o apoio e, inclusive, a cobrança de vários amigos e setores da sociedade, decidiu aceitar o desafio de se apresentar como pré-candidato a prefeito.

Para o pré-candidato, a atividade de vereador é de administrar a Câmara Municipal, legislar e fiscalizar as ações do Poder Executivo. Conta que quando esteve secretário, sempre procurou auxiliar o município na busca de recursos junto aos governos do Estado e federal, tendo vários deputados como parceiros. Ele cita Paulo Litro, Aliel Machado e Toninho Wandscheer.

Atuação

Marcos destaca como fruto desse trabalho, na área de infraestrutura, a construção do viaduto e da trincheira na BR 277, acesso da Vila Rosa pela Vila Monjolo, novos acessos do Quero-Quero e Colônia Maciel, na BR 277, reforma do Cine Teatro e a pavimentação das avenidas Daniel Mansani e das Palmeiras, como também de ruas de diversos bairros. Na área do esporte, destaca a construção de várias quadras de futebol society. Na área de saúde cita a construção do Centro de Especialidades Médicas e de unidades de saúde na cidade e interior, além da reforma de outras unidades. Na área de educação, Marcos destaca a construção de três Centros Municipais de Educação infantil e da Escola Ida Albach, na localidade de Quero Quero, além da aquisição de 14 ônibus novos para o transporte de estudantes.

Com relação a estradas rurais, o pré-candidato, quando secretário, diz ter focado seu trabalho no alargamento de readequação em mais de 150 quilômetros de estradas, bem como na manutenção de outros trechos que somam aproximadamente 1.500 quilômetros, destes 1.220 quilômetros somente de roteiro escolar. Ele ainda destaca a obtenção de recursos para o término do calçamento poliédrico da Vilinha e trechos da Colônia Maciel e Pinheiral de Baixo. Mas avalia como principal conquista a liberação das pedreiras para detonação, dentre elas as de Campestre de Vieiras, Canta Galo e Pinheiral de Cima, o que propiciou um cascalho de melhor qualidade, com isso prolongado a durabilidade dos serviços, que hoje são executados com uma frota de caminhões e máquinas totalmente renovados.

O pré-candidato ainda ressalta atuação na geração de empregos, com a instalação de empresas e crescimento das já instaladas. Também, outros avanços na parte administrativa, “que a população muitas vezes não vê”. Afirma que a Prefeitura passou a só comprar ou contratar serviços com dinheiro disponível em caixa, fez controle do patrimônio e a implantação do almoxarifado.

Compromisso

Como secretário municipal em diversas pastas, o pré-candidato assegura ter criado vínculos com vários setores da sociedade, afirmando que tem compromisso principal com a população. “É do povo que vêm as demandas e é com o olhar para essas demandas que a minha candidatura está alicerçada”, diz. Avalia que nos últimos anos muita coisa foi feita e, hoje, Palmeira está muito à frente e preparada para avançar muito mais. Entretanto, afirma ter plena consciência d que ainda há muito a ser feito e que, por isso, pretendo ser candidato.

Problemas e soluções

Os problemas de Palmeira aqui são os mesmos que existem no Brasil inteiro, segundo Marcos. Para ele, serão esses os maiores desafios: saúde, educação, geração de renda e estradas rurais.

Marcos afirma que na saúde buscará apoiar o atendimento hospitalar, fortalecendo a parceria e dando respaldo técnico para que a instituição consiga captar recursos do governo estadual e federal e consiga se manter. Também promete investir cada vez mais na atenção primária, capacitando profissionais, proporcionando ambiente adequado nos serviços de saúde e levando saúde mais próxima das pessoas. O trabalho de prevenção e promoção, segundo ele, serão o carro-chefe, salientando que uma cidade com qualidade de vida se mostra na saúde. No atendimento especializado, vai buscar conveniar serviços, através dos consórcios, em nosso Palmeira, reduzindo viagens para consultas ou exames. Enfim, diz que pretende investir em profissionais, ter equipes mínimas e qualificadas.

Apesar da educação no município de Palmeira, ao longo dos anos, ser destaque na região pelas ações de sucesso, segundo Marcos é uma política pública que merece toda a atenção. Ele ressalta que sua formação é praticamente toda em escola pública e, por isso, sabe o quanto é fundamental manter o acolhimento e a gestão de pessoas, oportunizando voz e vez aos profissionais que se empenham, que dedicam sua vida à educação dos filhos de todos os cidadãos. Ampliar as oportunidades de formação pessoal e profissional, para que o profissional se fortaleça e usufrua de sua vida em plenitude é um dos pontos que o pré-candidato destaca. “Nossa realidade passa por constantes transformações e requer sempre novas alternativas para atuarmos de maneira pró ativa e suprir as necessidades da comunidade escolar”, observa ele. Assim, diz ter o propósito de revitalizar os espaços físicos das unidades escolares, adequando às necessidades, primando pelo conforto e segurança dos alunos.

Marcos também afirma da necessidade de implementar maior tecnologia junto às unidades escolares da zona urbana e rural do município, de acordo com a realidade de cada uma, considerando o avanço da tecnologia enquanto instrumento de aprendizagem. Ele observa que para acompanhar as necessidades globais é fundamental investir em, pelo menos, uma língua estrangeira nas escolas municipais, preparando o alunado para o mundo e para o mercado de trabalho.

Para promover a geração de renda no município, apesar de Palmeira ter um dos menores níveis de desemprego do estado, Marcos garante que pretende trabalhar no apoio a nossos empresários, qualificar e treinar as pessoas para essas empresas já instaladas e, ao mesmo tempo, ter uma política forte de atração de novas empresas. Com relação a gerar renda para os pequenos produtores rurais, para que seus filhos permaneçam no campo, diz que vai procurar fazer parcerias com cursos e ações que possam agregar valor aos produtos.

De acordo com o pré-candidato, a qualidade das estradas nos últimos anos já melhorou bastante, mas vê como um desafio permanente, pois o município está entre os 20 maiores do estado em extensão territorial. Observa que são aproximadamente 2 mil quilômetros de estradas rurais, dos quais perto de 1.200 quilômetros servindo roteiros escolares e o restante estradas vicinais, ou seja, aquelas que ligam da principal até a casa do produtor. Para tanto, afirma querer aproveitar a experiência de seis anos como secretário e continuar os serviços de alargamento e readequação nas vias principais. Com relação a estradas vicinais, diz pretender montar uma estrutura na Secretaria de Agricultura para atender especificamente os produtores rurais.

Positivos

Sobre os pontos positivos de Palmira para atração de investimentos, Marcos começa dizendo que o povo é trabalhador, destaca a localização geográfica privilegiada, próximo a grandes centros consumidores e aeroportos – Witmarsum, Ponta Grossa, Curitiba. Ainda, distância de menos de 200 quilômetros do porto de Paranaguá e as rodovias BR 277 e PR 151 coratndo o município. “Estamos no caminho do Mercosul, temos a ferrovia e o abastecimento gás natural que trazem vantagens competitivas frente a outros municípios”, observa. Já na questão agropecuária, o pré-candidato evidencia a fertilidade do solo, os rebanhos de qualidade e uma agricultura familiar estabelecida. Além desses fatores, também ressalta a qualidade de vida que a cidade oferece. “Acredito que esses fatores vão de encontro ao que os investidores buscam”, afirma ele.

Experiência

Se eleito prefeito em 4 de outubro, a partir de janeiro de 2021 diz que vai aplicar toda experiência e conhecimento que adquiriu durante a vida. “Afinal, nasci no interior, estudei em escola pública, usei o transporte escolar, já encalhei em nossas estradas, uso serviço do SUS, conheço a realidade das pessoas e, além disso, estive por 12 anos como secretário e conheço o funcionamento de uma Prefeitura”. Com isto, afirma sentir-se preparado para enfrentar qualquer crise que possa vir a encontrar durante os quatro anos à frente da Prefeitura, evidenciando, ainda, a construção de um plano de governo juntando as demandas da população com a experiência da vida pública, para apresentar para a população metas claras, bem definidas e possíveis de serem executadas.

 

Por Leia A Folha