Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o diretor médico da farmacêutica chinesa Sinovac, Zijie Zhang, disse que o uso de máscaras para conter a Covid-19 deve durar mais algum tempo, especialmente devido às variantes que têm surgido. “Acredito que teremos que usar máscaras, no mínimo, por pelos menos mais dois anos, talvez três”, falou Zhang. Ainda segundo ele, medidas mais restritivas podem ser tomadas por países tendo em vista a situação de cada um.

De acordo com o cientista, existe ainda a possibilidade de que as primeiras doses das vacinas sejam menos eficazes contra a variante Ômicron, mas que isso não reduz a importância de tomar as doses de reforço. “Precisamos que a população tome os reforços. Veja, no continente africano somente 10% das pessoas tomaram a vacina. E mesmo nos EUA menos de 40% tomaram as doses de reforço. A melhor maneira de reduzir a transmissão é tomando o reforço”, afirmou.

Informações: Terra