André Mendonça, novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), foi sorteado nesta sexta-feira (17) para ser relator da notícia-crime apresentada contra Jair Bolsonaro por prevaricação e advocacia administrativa.

O senador Randolfe Rodrigues apresentou ontem (16) um pedido de investigação contra o presidente . Na última quarta-feira, Bolsonaro afirmou que “ripou todo mundo do Iphan” após o órgão federal ter interditado a obra de construção de uma unidade das lojas Havan.

Randolfe afirmou que a atitude do presidente teve como único objetivo beneficiar Luciano Hang, dono da rede de Havan. Segundo senador, os servidores “foram alegadamente trocados pelo simples fato de estarem fazendo aquilo que a lei determina que façam”.

A afirmação de Bolsonaro aconteceu durante o evento Moderniza Brasil, promovido pela Fiesp. Ele disse: “Tomei conhecimento que uma obra de uma pessoa conhecida, o Luciano Hang, estava fazendo mais uma loja, e apareceu um pedaço de azulejo nas escavações. Chegou o Iphan e interditou a obra. Liguei para o ministro da pasta e [perguntei]: que trem é esse? Porque não sou inteligente como meus ministros. O que é Iphan, com PH? Explicaram para mim, tomei conhecimento, ripei todo mundo do Iphan. Botei outro cara lá”.

Mendonça, indicado pelo presidente ao STF por ser “extremamente evangélico”, foi empossado na quinta (16), no mesmo dia em que o processo contra Bolsonaro foi protocolado.

do IG