A presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) decidiu antecipar o julgamento das ações movidas pelo PT de Lula e pelo PL de Jair Bolsonaro que podem levar à cassação do senador Sergio Moro (União Brasil-PR) para o dia 8 de fevereiro. A data inicial prevista para o julgamento era para 19/2, depois do Carnaval.

Segundo o jornal O Globo, a decisão de incluir os processos na pauta de quinta-feira (8) é do desembargador Wellington Emanuel Coimbra de Moura. A inclusão foi feita por Moura no seu último dia de atuação no tribunal.

Moura se despede do tribunal nesta quarta-feira e não participará do julgamento de Moro, apesar de ter escolhido a data da sessão. Em seu lugar, entra o desembargador Sigurd Bengtsson.

Leia a matéria completa do O Globo