Um caminhoneiro suspeito de atropelar e arrastar até a morte o frentista Odair Loureiro, de 66 anos, foi preso na manhã deste domingo (28), num hotel no Centro de São Paulo. A vítima trabalhava no Auto Posto Sinhá Moça, na Mooca, Zona Leste da capital paulista, quando foi arrastado pelo veículo depois de tentar conter o motorista, que deixou o posto de combustíveis sem pagar pelo abastecimento, na quinta-feira (25).

O caminhão-baú já tinha sido encontrado em Caieiras (SP), mas o motorista estava foragido até a data de hoje. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informa que o suspeito estava hospedado em um hotel na Rua Mauá, no Centro de São Paulo. Em nota, a SSP disse que o homem chegou a resistir à prisão e afirmou aos policiais que estaria armado. A polícia arrombou a porta do quarto e prendeu o caminhoneiro, que foi levado a uma unidade do Departamento de Polícia Judiciária da Capital.

De início, a SSP afirmou que não havia provas contundentes de que o suspeito tivesse atropelado o frentista, apenas de que tinha sido arrastado por alguns metros enquanto segurava a porta do veículo. A nova versão da Secretaria indica que, ao tentar impedir a fuga, o frentista foi derrubado ao chão, arrastado por vários metros e atropelado.

O motorista foi identificado por imagens das câmeras de vigilância do posto de gasolina e o caminhão foi encontrado em Caieiras (SP), cidade próxima a Franco da Rocha, entre sexta (26) e sábado (27). O caso é investigado pelo 56º DP. O velório da vítima ocorreu no sábado (27).

Foto: Reprodução

do Portal Terra