Após a decisão monocrática de anular as ações que condenaram o ex-presidente  Luis Inácio Lula da Silva ( PT ) em Curitiba, o Supremo Tribunal Federal ( STF ) deverá julgar a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro nesta terça-feira (09). As informações são da jornalista Juliana Dal Piva.

De acordo com Edson Fachin, ministro que anulou as ações contra Lula , as ações de Moro e possíveis acusações de que a Lava-Jato poderia ter atuado de maneira parcial ‘perderam o objeto’, ou seja, não são mais válidas . Já Gilmar, relator do caso, pensa diferente .

Segundo apurado pela jornalista, o assunto deverá entrar em pauta da segunda turma da Suprema Corte. O caso está sob pedido de vista de Gilmar desde 2018. Caso ocorra o julgamento da suspeição de Moro, Fachin pode enfrentar uma votação de algo que o próprio argumentou que não poderia mais ser votado.

do IG.