A diretoria do Sintropas, preocupada com o alto índice de contaminação dos trabalhadores do transporte coletivo, pela Covid-19, protocolou no Ministério Público Estadual, na manhã de ontem (24), um ofício solicitando prioridade na vacinação aos motoristas e cobradores das empresas abrangidas pela entidade.

O requerimento apontou o risco diário enfrentado pela categoria, que trabalha na linha de frente no combate à pandemia. Conforme o documento, os profissionais estão sob o risco de contágio e, da mesma forma, podem ser agentes contaminadores. A afirmação já foi comprovada em estudos técnicos, realizados sobre a classificação de graus de risco à exposição ao vírus, considerando as funções desempenhadas pelos trabalhadores, que foram mencionados no pedido.

O ofício ainda utilizou como argumentação o direito dos trabalhadores à saúde, o papel da sociedade para conter a disseminação da doença, o fato do transporte público ser considerado atividade essencial e possuir mais de 1.200 trabalhadores no sistema em Ponta Grossa e região, entre outros. “Considerando que o número de trabalhadores infectados com o vírus vem aumentando a cada dia, mesmo cumprindo todas as exigências da secretaria de saúde pública, e considerando que o índice de mortes de trabalhadores do sistema de transporte vem aumentando, solicitamos a prioridade na vacinação”, sustenta o sindicato ao MP.

do Sintropas