Cooperativa também destacou expansão recente e perspectivas para 2020, além de distribuir mais de R$ 13 milhões em sobras

A Sicredi Campos Gerais PR/SP encerrou, na última sexta-feira (6), o ciclo assemblear 2020 com 26 reuniões dos núcleos que congregam as 30 agências da cooperativa. Estiveram nas assembleias 8.870 pessoas entre associados e convidados, o que corresponde a 12,3% dos 72 mil associados na região. Durante a última assembleia, foram empossados os 102 coordenadores de núcleo eleitos ou reeleitos. Antes do encerramento, o presidente da Sicredi Campos Gerais PR/SP, Popke Ferdinand Van Der Vinne, juntamente com o diretor executivo da cooperativa, Márcio Zwierewicz, e o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock, receberam jornalistas da região para fazer um balanço das ações realizadas em 2019 e as perspectivas para 2020.

“Durante as assembleias prestamos contas da nossa cooperativa no aspecto financeiro, apresentamos os resultados e a economia gerada. Estamos distribuindo R$ 13,47 milhões aos associados proporcionalmente ao seu capital e aos produtos e serviços que utilizaram da cooperativa”, afirma Zwierewicz.

A cooperativa também prestou contas sobre os programas sociais, ambientais, de inclusão e educação financeira desenvolvidos em benefício das comunidades onde atua. Uma das novidades do ciclo assemblear foi a inclusão de 2% do resultado ao Fundo Social, usado em projetos de diversas áreas que favorecem a sociedade como um todo.

Agora que o processo assemblear está finalizado, é o momento de a cooperativa realizar a distribuição de resultados. Pouco mais de um quarto (25,4%) do resultado de R$ 52,9 milhões obtido pela cooperativa em 2019 – o equivalente a R$ 13,47 milhões – serão distribuídos aos associados por meio do pagamento dos juros de capital (que foram creditados nas contas em novembro) e dos resultados, destinados às cotas capitais e contas correntes dos associados.

Impacto positivo

Durante o encontro, Manfred Dasenbrock relembrou o impacto positivo que o cooperativismo gera nas comunidades em que está instalado: uma pesquisa encomendada pelo Sicredi à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apontou que 1,4 mil municípios de todo o país, que passaram a contar com uma ou mais cooperativas entre 1994 e 2017, registraram um impacto agregado de mais de R$ 48 bilhões em um ano nas suas economias.

Expansão

Em 2019, a Sicredi Campos Gerais PR/SP consolidou o plano de expansão com a inauguração de quatro novas agências em Curitiba e uma em Colombo, na Região Metropolitana (RMC). Com isso, a cooperativa dobrou o número de pontos de atendimento na capital paranaense.

Novos investimentos já estão projetados para 2020. Em Ponta Grossa (PR), visando atender uma demanda da população, será inaugurada uma nova agência no Jardim Carvalho. Novos pontos de atendimento também devem ser abertos em Curitiba (PR) e Peruíbe (SP), além da nova sede para a agência de Palmeira (PR). “Estamos trabalhando para expandir cada vez mais nossa rede e garantir um relacionamento cada vez melhor com nosso associado”, explica Van Der Vinne, que também ressaltou a entrada de 10 mil novos associados na cooperativa no último ano.

Transparência

O processo assemblear é um dos momentos mais importantes do Sicredi, quando os associados têm acesso às informações, estratégias e resultados, podendo participar ativamente das decisões sobre o futuro da instituição financeira cooperativa.

Durante os encontros de prestação de contas, os associados são chamados a decidir os rumos da sua cooperativa, abordando temas diversos, como a destinação de resultados em um processo democrático, o que garante a transparência da gestão. “Nestes momentos respondemos perguntas e ficamos ainda mais próximos dos nossos associados e das necessidades das comunidades onde atuamos”, finaliza o presidente da cooperativa.

da Assessoria