Após a exoneração de Abraham Weintraub, publicada no Diário Oficial deste sábado (21), um dos nomes sondados para ocupar o cargo de ministro da Educação e Cultura é Renato Feder, atual secretário de Educação do Paraná.

Feder é mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ele foi nomeado para a pasta do Paraná pelo governador Ratinho Júnior, do PSD, partido aliado de Bolsonaro no Congresso.

No entanto, de acordo com informações, o presidente Jair Bolsonaro estuda ainda manter o secretário-executivo Antonio Paulo Vogel como interino por um tempo mais longo, como vem fazendo fazendo no Ministério da Saúde, com o general Pazuello.

informações\foto