Resultado emitido na última quarta-feira (09), confirma que macaco encontrado em óbito na localidade de Papagaios Novos, zona rural do município, estava contaminado com o vírus da febre amarela, após encaminhamento de material coletado do animal para o Laboratório Central do Estado – Lacen.

Dentre este, outros primatas já teriam sido encontrado mortos –  cinco ao todo; nas localidades de Pinheiral de Cima e Quero Quero, mas devido ao avançado estado de decomposição, o material não pode ser coletado e encaminhado ao laboratório para análise. “Desde outubro nosso município está em alerta em relação a febre amarela, devido a morte desses macacos e por ele ser considerado corredor, em relação a outros municípios que já registraram casos da doença”, explica Fabiani Bach.

Palmeira está entre as cidades com casos confirmados, o resultado foi concluído através do levantamento da Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, que confirma 33 mortes de macacos contaminados pelo vírus da febre amarela no Paraná, de julho de 2019 até a data de hoje. São 17 mortes a mais que a última divulgação feita no dia 19 de dezembro.

Outra notificação emitida pela Secretaria do Estado, apresenta que são 52 notificações para febre amarela em humanos, de julho até agora, sem confirmação e nenhuma delas sendo dentro do município de Palmeira. “Não é motivo da população entrar em pânico, mas sim para ficar em alerta e dar atenção ao quadro vacinal. Fizemos trabalho intensificado de vacinação desde que foi emitido o alerta. Aqueles que não foram vacinados, ou tem dúvida se estão em dia com a vacinação deve procurar nossas unidades de saúde”, explica Fabiani.

 

Fonte:  http://www.palmeira.pr.gov.br/noticias/secretaria-municipal-de-saude-orienta-que-populacao-verifique-quadro-vacinal-referente-a-febre-amarela