“A Secretaria da Saúde está fazendo um esforço muito grande para manter os estoques dos medicamentos do chamado kit de intubação a todos os hospitais que atuam na nossa rede de atendimento em leitos de UTI exclusivos para Covid-19”, afirmou Nestor Werner Junior, diretor-geral da Pasta. “Esses medicamentos vão para todas as Regionais da Saúde do Estado para diminuir a pressão sobre o nosso estoque”, disse ele.

Segundo o diretor-geral, a secretaria estadual monitora diariamente o estoque e o consumo desses medicamentos no sistema de saúde para avaliar as possibilidades de remanejamento entre hospitais e agilizar sua estratégia de reposição. “Essa é uma remessa, e estamos num esforço administrativo imenso para que possam vir mais medicamentos, seja comprando o que está disponível no mercado, seja tratando do envio com o Ministério da Saúde. Todos os esforços estão sendo feitos para que todo paciente que precisar em nossa rede possa ter o procedimento feito da melhor maneira possível”, acrescentou.

Os kits de intubação foram enviados aos hospitais através das Regionais da Saúde. A entrega foi realizada às 11h30 desta quarta-feira, ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), junto com uma nova remessa de 290,2 mil doses de vacinas contra a Covid-19.

NOVO LOTE – As vacinas correspondem à metade do oitavo lote do Ministério da Saúde ao Estado e são destinadas a dois grupos prioritários: são 106.930 doses para idosos entre 75 e 79 anos, o que corresponde a cerca de 47% do total dessa população no Estado, e mais 22.270 doses para profissionais da saúde.

“Estamos com um sentimento muito bom de avanço na vacinação, e trabalhamos para que, a cada dia, mais paranaenses sejam vacinados. Nossa meta é vacinar todos os grupos prioritários até maio”, disse Nestor Werner Junior.

“Nossa expectativa é receber mais doses do Ministério da Saúde ainda em março e avançar para a vacinação dos idosos acima de 60 anos na sua totalidade já no mês de abril. Com esse avanço gradativo no número de pessoas imunizadas, esperamos que a vacina possa diminuir óbitos e pessoas internadas por casos graves da doença, saindo dessa pandemia o mais rápido possível”, complementou o diretor-geral.

O Plano Estadual de Vacinação Contra a Covid-19 divide a vacinação dos grupos prioritários em 21 subgrupos, totalizando 4.019.115 pessoas. O próximo grupo a ser contemplado serão idosos entre 70 e 74 anos, seguidos pelos de idade entre 65 e 69 anos.

da AEN.