A segunda edição do Projeto “Arboriza Ponta Grossa Drive-Thru” movimentou a Universidade Estadual de Ponta Grossa na sexta-feira (05). A ação, realizada no Campus Uvaranas, no ponto de ônibus do Restaurante Universitário, forneceu à população quatro mil mudas de espécies nativas produzidas pelo Viveiro Florestal UEPG/CAAR.

“Pensamos em realizar uma atividade em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente em conjunto com uma ação solidária. Quem fosse buscar as mudas de árvores, poderia contribuir com a doação de alimentos. Sabemos que muitas pessoas estão passando por dificuldades com a pandemia e necessidade de isolamento social, por isso pensamos em ajudar as famílias carentes”, conta o professor Sandro Xavier de Campos. Os organizadores conseguiram arrecadar com o evento 750 kg de alimentos não perecíveis, que foram destinados aos catadores de materiais recicláveis do município.

O Viveiro Florestal, onde as mudas foram produzidas, é um projeto de extensão vinculado à Proex. “Queremos fazer do Viveiro uma ferramenta para sustentar a tríade da UEPG: pesquisa, ensino e extensão. A nossa ideia futura é produzir mudas florestais, ornamentais e flores também para executarmos projetos de paisagismo dentro da universidade e estabelecermos essa conexão com a comunidade externa, principalmente, por meio da arborização urbana”, explicam os professores Carlos André Stuepp e Rosimeri de Oliveira Fragoso, coordenadores do projeto.

Segundo o professor Sandro, além de deixar a cidade mais verde e bonita, o plantio de árvores ajuda a diminuir os efeitos do aquecimento global e pode ser uma ótima terapia contra o estresse do isolamento, nesse momento de pandemia. Com um diferencial em relação à primeira edição, desta vez o “Arboriza Ponta Grossa” aconteceu em formato Drive-Thru para reforçar as medidas de distanciamento social necessárias em virtude da Covid-19.

O evento foi uma ação conjunta entre os Departamentos de Fitotecnia e Biologia Geral da UEPG, Colégio Agrícola Augusto Ribas e Proplan-Diretoria de Gestão Ambiental. Destaca-se que todas as medidas de segurança necessárias foram adotadas durante a ação, com o objetivo principal de preservar a saúde dos acadêmicos, professores envolvidos e da comunidade em geral.

informações\foto:da Assessoria