Filiada e militante do PT desde 1982, há 38 anos, portanto, Zenilda Batista Bruginski, nascida em Palmeira em 1951, apresenta-se como pré-candidata a prefeita para oferecer ao eleitorado uma opção feminina nas eleições majoritárias deste ano. Ela que ir para a disputa eleitoral pela Prefeitura levando as experiências de duas eleições como candidata a vereadora, em 2012 e 2016.

Depois que saiu de Palmeira, após concluir os estudos na então Escola Normal, em 1969, foi cursar a faculdade de Serviço Social na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Na sequência, fez mestrado na PUC-RJ e cursou doutorado na PUC-SP. Zenilda foi professora do curso de Serviço Social na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) entre 1975 e 2002. No período, foi também vice-presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) e membro fundadora do Núcleo Regional de Serviço Social de Ponta Grossa. Ainda, foi vice-presidente da Associação Brasileira de Serviço Social – Região Sul I e vice-presidente da Associação de Docentes da UEPG, por dois mandatos. Zenilda ainda presidiu o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior (Sintespo).

Sempre investindo na sua formação profissional, atualmente Zenilda conclui doutorado na Universidad Argentina John Kennedy, em Buenos Aires. Ela é também diplomada como Terapeuta Comunitária pela instituição Acreditar&Compartilhar, de Curitiba, e estagiou pelo curso de Terapia Comunitária e pelo doutorado em Psicologia Social no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), em Palmeira.

Ação social

Após a aposentadoria como professora universitária, Zenilda passou a dedicar mais tempo a atividades sociais em Palmeira. Teve participação auxiliando nas atividades de sopa na Vila Monjolo, junto com liderança do local e atua nas atividades de Natal, Páscoa e Dia das Crianças. Ainda incentiva e participa de Grupo de Mulheres na Associação de Moradores da Vila Rosa, promovendo rodas de conversas e palestras sobre os direitos da mulher. E, de alguma forma, também participa de atividades da Associação de Moradores do Regina Vitória.

A sua pré-candidatura a prefeita de Palmeira, segundo conta, vem com o incentivo e o apoio de diversas pessoas da comunidade, de pessoas que estão exercendo funções no poder público municipal e, obviamente, do Partido dos Trabalhadores.

Problemas

Para Zenilda, um dos principais problemas do município, hoje, é o desemprego, avaliando que falta por parte do poder público uma atenção planejada e permanente nos bairros da periferia, oferecendo, através das Associações de Moradores, cursos, palestras, lazer, esporte e artes para a ocupação dos jovens e preparo das pessoas para o trabalho de um modo geral. Também defende que se levem a esta população incentivos para o desenvolvimento de atividades culturais, feiras de artesanato, manutenção dos parques e pracinhas dos bairros. Ainda, que as Associações de Moradores sejam a referência de um bairro vivo e promotor das pessoas que ali moram.

Outro problema, segundo a pré-candidata, é a ausência de limpeza dos rios que cortam a cidade. Ela sugere que o entrono desses rios sejam transformados em áreas de lazer, para passeios e caminhadas. Também aponta que falta maior apoio aos produtores familiares, facilitando sua produção e colocação dos produtos no mercado.

Também destaca a necessidades oferta de transporte gratuito para os universitários que estudam em outras cidades, transporte público subsidiado e frequente para a cidade e para o interior, facilitando a circulação dos moradores e a implantação efetiva do turismo na cidade e no interior, o que propicia muito empreendedorismo e postos de trabalho no meio urbano e rural. Ela destaca que uma administração municipal deve ser voltada mais para o crescimento do pequeno e sua ascensão na sociedade.

Para as demais áreas, como saúde, educação e atração de empresas, Zenilda diz que as atuais ações devem continuar, e melhorando cada vez mais para atender aos munícipes.

Positivos

Como pontos positivos do município de Palmeira, Zenilda cita a construção e funcionamento dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), assim como a pavimentação asfáltica de ruas do centro e dos bairros da cidade. A construção e funcionamento de Unidades de Saúde é outro ponto que ela destaca positivamente, assim como o cascalhamento mais resistentes em várias estradas rurais e a ampliação de vias de acesso para novos bairros, além da infraestrutura para empreendimentos.

Administração acolhedora

Quanto ao que esperar de Zenilda prefeita, a partir de janeiro de 2021, ela crava que será uma administração acolhedora. Projeto a execução e melhoramento dos setores já existentes e vivificação das Associações de Moradores como centros de referência de atividades que atendam a população em ações de preparação para o trabalho, de preparo e aperfeiçoamento de artesanato e feiras de artesanato. Também diz que promoverá a implantação efetiva do turismo urbano e rural, o que propicia empreendedorismo e postos de trabalho nesse setor. Quanto à área da saúde, diz que vai reforçar as ações preventivas e buscar, também, o máximo possível de parcerias, para que o tratamento curativo seja sustentável e suficiente para atender a todos os pacientes. Em síntese, ressalta Zenilda, o cidadão pode esperar uma cidade muito humana e promissora como eixo central da gestão.

Por Leia A Folha