Os primeiros casos de Covid-19 foram registrados na cidade de Wuhan, na China. No entanto, Tom Jefferson, professor sênior do Centro de Medicina Baseada em Evidências (CEBM) da Universidade de Oxford, acredita que o novo coronavírus pode estar inativo há anos, em diferentes partes do mundo, esperando por condições ambientais favoráveis para se propagar.

Na última quinta-feira (2/7), pesquisadores do Laboratório de Virologia Aplicada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com a Universidade de Burgos (Espanha), afirmaram ter encontrado partículas do patógeno em amostras do esgoto de Florianópolis, de novembro de 2019. As amostras fazem parte de outros estudos das instituições.

O vírus também foi encontrado em março de 2019 no esgoto da Espanha e em dezembro no da Itália. O professor de Oxford acredita que muitos vírus permanecem inativos em todo o mundo e surgem quando as condições são favoráveis a eles. Há evidências de que o vírus é transmitido através das fezes de pessoas infectadas. Agora, o doutor Jefferson quer descobrir novas rotas de transmissão do vírus, como o sistema de esgoto e banheiros compartilhados.

Saiba mais em: https://www.metropoles.com/saude/coronavirus-pode-nao-ter-surgido-na-china-segundo-universidade-de-oxford

Informações: Metrópoles    foto