A Prefeitura de Ponta Grossa, através Fundação Municipal de Saúde (FMS) e da Coordenação de Zoonoses, garante inclusão no programa de controle populacional de cães e gatos de forma gratuita a toda população de baixa renda do município. Os tutores hipossuficientes poderão realizar o cadastro nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) participantes que possuem Médicos Veterinários. A iniciativa do governo municipal preconiza que 3,5 mil animais sejam castrados durante o ano de 2021. O investimento será de R$ 620.413,20.

“A expectativa é que com a implantação do projeto de castração de cães e gatos em conjunto com ações como a Feira de Animais, fiscalização de canis e trabalhos educativos, a Prefeitura consiga minimizar o número de animais abandonados pela cidade”, destaca a médica veterinária, Gabriela Zibetti.

Para fazer o cadastro é necessário apresentar cópias de RG, CPF, Comprovante de Residência do requerente, Cartão SUS e CadÚnico do requerente e o Comprovante de Beneficiário de Programa Social, preencher a ficha de cadastro juntamente com a ficha de descrição do animal e assinar um termo de autorização do procedimento cirúrgico. Também poderão ser atendidos animais que estejam sob responsabilidade de organizações não governamentais (Ongs) ligadas à proteção animal.

Para que a castração gratuita de animais em Ponta Grossa fosse oferecida de forma segura para moradores que ganhem até três salários mínimos (R$ 2.862,00), o cadastramento é vinculado junto ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e Programa Social do Governo Federal. Cada responsável poderá cadastrar até cinco animais para cirurgia. A prioridade é castração de fêmeas.

Assim que terminar o cadastramento, os responsáveis receberão o agendamento informando a data e horário do procedimento na clínica. Além disso, os encaminhamentos se darão por conjuntos, na quantidade e frequência demandada pela clínica. “É de inteira responsabilidade do tutor o transporte dos animais até os locais para a realização da cirurgia e para a retirada dos pontos, como também os cuidados pós-operatórios uma atribuição dos responsáveis pelos animais”, completa Gabriela.

Os responsáveis pelos animais esterilizados receberão orientação quanto à importância das zoonoses e a necessidade de atualização das vacinações contra a raiva e doenças espécie-específica, quanto aos procedimentos de vermifugação e controle de ectoparasitas e sobre Guarda Responsável.

O cadastro e solicitação de castração dos cães e gatos serão feitos pela equipe técnica de médicos veterinários residentes em Saúde Coletiva, a qual farão as orientações básicas aos responsáveis relativas ao procedimento cirúrgico que o animal será submetido.

“Todos os animais atendidos pelo programa recebem microchip eletrônico de identificação, com código exclusivo vinculado aos dados do cidadão responsável. Portanto, é importante que os animais estejam cadastrados no nome e sob a guarda do responsável correto”, explica o médico veterinário, Rivair Gonçalves Junior.

 

Unidades de Saúde que realizam os cadastros

 

Unidade de Saúde Cleon Francisco de Macedo – Vila Rubini – Paraíso

Unidade de Saúde Antero Machado de Mello – Rio Verde – Uvaranas

Unidade de Saúde Sharise Angélica Arruda – Recanto Verde – Cara Cará

Unidade de Saúde Ambrósio Bricailo– Bonsucesso

Unidade de Saúde Jamil Mussi – Sabará

Unidade de Saúde Nilton de Castro – Parque Tarobá – Cara Cará

Unidade de Saúde Antônio Schuwanzee – Sabará

Unidade de Saúde Alfredo Levandowski – Gralha Azul – Contorno

Unidade de Saúde Aurélio Grott – Los Angeles

Unidade de Saúde José Eugênio Bocchi – Jardim Carvalho

Da assessoria.