A Prefeitura de Paranaguá, no litoral do Paraná, é alvo de uma investigação preliminar do MPPR (Ministério Público do Paraná) sobre a dispensa de licitação para a compra de R$ 3 milhões de um remédio para a Covid-19 sem a eficácia comprovada.

Na última sexta-feira (17), o município iniciou a distribuição de Ivermectina para a população. De acordo com a secretaria municipal de Saúde, o objetivo era usar o medicamento como “auxílio na prevenção aos efeitos agravados” do novo coronavírus.

PREFEITURA DE PARANAGUÁ DISTRIBUI IVERMECTINA CONTRARIANDO OMS E ANVISA

De acordo com a Prefeitura de Paranaguá, a decisão está ancorada em estudos científicos que apresentaram, in vitro, resultados favoráveis. Porém, a OMS alerta que testes em laboratório não garantem a eficácia em humanos.

Para ler esta matéria completa acesse o Paraná Portal, clicando aqui.

Imagens/informações: Paraná Portal.