A partir de segunda-feira (13) a população de Palmeira começa a receber gratuitamente máscaras para auxiliar na proteção contra o novo coronavírus  -COVID-19. De acordo com a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, 100% dos moradores serão beneficiados com a iniciativa.

A distribuição aos munícipes será realizada pelos agentes comunitários de saúde (ACS). De acordo com a secretária municipal de Saúde, Fabiani Bach Czelusniak, “os ACSs têm o mapeamento de cada região e condições de conhecer as pessoas nas áreas em que atuam. Eles têm capacidade de realizar a entrega correta para 100% da população”, relatou.

As máscaras distribuídas para a população palmeirense serão de tecido, de modelo reutilizável, com camada tripla, sendo uma delas filtrante, seguindo recomendações do Ministério da Saúde. As máscaras são de modelo diferente do utilizado pelos profissionais da área da saúde.

O uso das máscaras deve ser implementado junto com as demais medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde, como o distanciamento social, a etiqueta respiratória e higienização das mãos visando interromper o ciclo da COVID-19. Essas medidas, quando adotadas em conjunto, potencializam os efeitos da proteção contra a COVID-19 e por isso são tão importantes de serem adotadas por toda a população.

A participação de todos é extremamente importante para a interrupção da cadeia de transmissão, independente da presença ou não de sintomas, uma vez que já existem evidências da ocorrência de transmissão pessoa a pessoa.

Para a aquisição dos equipamentos de proteção destinados aos moradores de Palmeira, a Prefeitura investirá R$ 134,9 mil. Ainda de acordo com Fabiani, para realizar a aquisição das máscaras o Município está seguindo recomendações do Boletim Epidemiológico 07, de 6 de abril de 2020, do Ministério da Saúde, e a nota técnica sobre uso de máscara nº03/2020 – CGGAP/DESF/SAPS/MS.

Cuidados e utilização das máscaras

As medidas de utilização e higienização das máscaras fazem a diferença para a eficiência da iniciativa. Desta forma, os seguintes cuidados devem ser utilizados:

1 – O uso da máscara é individual, não devendo ser compartilhada entre familiares, amigos e outros.

2 – Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.

3 – Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la e não fique ajustando a máscara na rua.

4 – Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem, antes de retirar a máscara.

5 – Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente.

6 – Faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária (2,0 a 2,5%) por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável).

7 – Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão.

8 – Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão.

9 – A máscara deve estar seca para sua reutilização.

10 – Após secagem da máscara utilize o com ferro quente e acondicionar em saco plástico.

11 – Trocar a máscara sempre que apresentar sujidades ou umidade.

12 – Descartar a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida.

13 – Ao sinal de desgaste da máscara deve ser inutilizada.

O Ministério da Saúde também destaca que máscaras caseiras podem ajudar na prevenção contra o coronavírus. No site do órgão (www.saude.gov.br) é possível encontrar um passo a passo de como produzir um modelo, de forma simplificada.