“O trabalho para trazer a ESA para Ponta Grossa começou com importantes lideranças paranaenses no circuito. Por isso, entendo que agora é um momento de união de toda a classe política e demais lideranças. Estamos convocando todas as forças políticas, militares e empresariais, porque essa é uma bandeira que interessa a todos, independentemente de qualquer coisa, a cidade só tem a ganhar em todos os sentidos”, disse a prefeita.

Ponta Grossa é uma das três finalistas do processo de seleção do município que irá sediar a ESA, uma das mais tradicionais instituições militares brasileiras. “Se confirmada, a implantação da ESA em Ponta Grossa representaria um crescimento substancial ao contingente militar já existente, com reflexos positivos no desenvolvimento de toda a cidade, inclusive em função dos impactos econômicos dessa conquista. Com o encontro de hoje pudemos repassar mais informações sobre a cidade e estreitar laços, ficando a disposição para esclarecimentos e demandas futuras”, destaca Elizabeth.

Ponta Grossa disputa a Escola com outras duas cidades, Santa Maria no Rio Grande do Sul e Recife, em Pernambuco. “Ao todo tínhamos 16 cidades para iniciar o estudo de implantação da Escola, agora, na fase final, estamos com as três. Preciso analisar a escolha do local a longo prazo, mas Ponta Grosa tem grande potencial para receber a estrutura que precisamos. Estou feliz com este encontro e por ver a união de esforços que a cidade  apresentou, em parceria com o Estado”, comenta o General de Divisão, Joarez.

Hoje, Ponta Grossa sedia a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, e responde efetivamente pelo comando de diversas organizações militares, contendo estrutura diferenciada, como um aeroporto com voos regulares, imóveis públicos disponíveis para a implantação da unidade. “O Governo do Estado está sendo parceiro e vai lutar para que o Paraná receba esta Escola. Ponta Grossa poderá sediar e contar com o Governo, com infraestrutura e tudo que for necessário para que tenha todas as adequações necessárias. É importante o Governo do Estado ser parceiro e participar efetivamente da negociação. Investimentos deverão ser feitos para que a estrutura seja a contento. Ponta grossa tem uma história com o exercito, é acolhedora e com toda certeza é uma ótima opção para a instalação”, declara o vice Governador do Estado do Paraná, Darci Piana

 

VANTAGEM ESTRATÉGICA

Ponta Grossa conta, além de uma estrutura militar bastante semelhante à de Santa Maria, com algumas vantagens estratégicas, como a proximidade com a capital do Estado, a disponibilidade imediata do Hotel de Trânsito, área adequada e disponível para a instalação da ESA, conexões aéreas e rodoviárias bastante acessíveis e disponíveis e, além de uma vasta rede de serviços públicos para o pessoal de apoio e familiares dos militares, inclusive uma das maiores redes de ensino de toda a região Sul, um parque industrial consolidado, num cenário de população e PIB significativamente mais expressivos do que a cidade concorrente e ainda o fato de que irá sediar uma unidade de um dos maiores complexos de veículos pesados – inclusive para uso militar – que é a Tatra Motors, já em fase de implantação.

Outra vantagem é que a cidade é servida por importantes rodovias e receberá, em pouco tempo, um novo arco rodoviário, com novas opções de deslocamento e facilidade de trânsito. Atualmente, a ESA está situada em Três Corações (MG), mas o espaço físico das instalações, que funcionam há setenta anos, já não comporta o número de alunos. Como Ponta Grossa conta com espaço e condições de recepcionar a um grande volume de militares, além de dispor de uma série de organizações militares já instaladas – na cidade e seu entorno – é uma das finalistas do processo de seleção do Exército.

 

Organizações militares que integram a 5ª Brigada

– Esquadrão de Comando da 5ª BIB

– 3º Regimento de Carros de Combate

– 5º Regimento de Carros de Combate

– 13º Batalhão de Infantaria Blindado

– 20º batalhão de Infantaria Blindado

– 5º Grupamento de Artilharia Autopropulsado

– 5º Batalhão de Engenharia de Combate

– 5º Batalhão Logístico

– 5º Batalhão de Suprimentos

– 11ª Bateria de Artilharia antiaérea Autopropulsado

– 5º Esquadrão de Cavalaria Mecanizada

– 5ª Companhia de Comunicações Blindada

– 25º Pelotão de Polícia do Exército.

Da assessoria.