Uma operação deflagrada pela PCPR (Polícia Civil do Paraná) cumpre 19 mandados judiciais nesta segunda-feira (4) contra integrantes de uma associação criminosa que se passavam pela Receita Federal para aplicar um golpe.

Do total, seis mandados são de prisão temporária e 13 de busca e apreensão. Eles são cumpridos de forma simultânea em Curitiba, Sarandi e Maringá.

INTEGRANTE DE GRUPO APLICOU GOLPE DE R$ 75 MIL AO SE PASSAR POR AUDITOR DA RECEITA FEDERAL

Segundo o relato de uma vítima, um dos criminosos teria se passado por um auditor da Receita Federal e teria negociado uma pá carregadeira, como se o objetivo integrasse um lote à venda pelo órgão. O golpe resultou em um prejuízo de R$ 75 mil a vítima.

Entre os alvos da ação, um deles, conhecido como “Turco” é suspeito de se passar pelo auditor. Este já possuí uma extensa ficha criminal e responde a diversos processos por estelionato. Outro indivíduo é suspeito de atrair e incentivar vítimas a caírem no golpe.

Os demais tratam-se da esposa de “Turco” e outros que beneficiam-se com a prática criminosa. Todos os investigados já respondem processo e possuem um vasto histórico em cometimento de crimes de estelionato.

Imagens/informações: Paraná Portal.