A Polícia Civil do Paraná (PCPR) comemora 168 anos de história, nesta terça-feira (28), com mais qualidade nos serviços prestados à sociedade. A instituição foi criada no dia 28 de setembro de 1853, com a assinatura de Dom Pedro II no decreto imperial n° 1237.

Neste ano, uma das ações positivas para a instituição envolve a transferência de cerca de 12 mil presos de carceragens em delegacias para o sistema penitenciário, uma conquista histórica para os servidores que será finalizada ainda neste ano.

O dia 15 de setembro deste ano entrou para a história da segurança pública, após o governador Carlos Massa Ratinho Junior ter assinado o decreto autorizando a terceira fase da transferência e proibindo a custódia de presos pela PCPR.

Com a transferência, os policiais civis agora podem se dedicar exclusivamente a suas atribuições de polícia judiciária a que foram designados. O processo iniciou em 2019 e cadeias públicas sob gerência de policiais civis será, em breve, um capítulo extinto da PCPR.

A dispensa de custodiar presos contribui para aumentar os índices de solução de crimes e abre espaço para oxigenar a polícia judiciária no Estado. A população será a mais beneficiada por ter a seu dispor uma Polícia Civil cada vez mais eficiente, profissional e moderna.

O delegado-geral Silvio Rockembach parabenizou os policiais civis por todo trabalho que vem sendo realizado. “Parabéns pelo profissionalismo e competência que vêm sendo demonstrados. Parabéns por todos os bons resultados que vêm sendo alcançados. São verdadeiros heróis, que não têm medido esforços para melhorar as condições de segurança no Paraná. Hoje é o aniversário da Polícia Civil, mas os parabéns, quem merece, na verdade, são homens e mulheres que fazem a história dessa nobre instituição”, enfatizou.

CAPACTAÇÃO CONTINUADA

Na última semana, a PCPR retomou os cursos de Técnicas Policiais Operacionais, o objetivo é atualizar técnicas utilizadas e capacitar os servidores, que também irão receber sua carga de munição recorrente. A iniciativa surgiu da necessidade que o departamento tinha de levar capacitação aos servidores do interior, reforçando suas ações de valorização dos policiais civis.

Durante o curso, os policiais tiveram aulas práticas de tiro real, treinamento no simulador, manutenção de armamento e Atendimento Pré-Hospitalar de Combate (APH).

Todos os policiais civis do Estado passarão pela capacitação, que será realizada periodicamente. A nova dinâmica, implementada pela atual gestão, garante que todos os policiais civis do Paraná estejam permanentemente condicionados para o uso adequado e profissional da arma de fogo.

Informações e foto: PCPR