Um balanço divulgado pelo 5º Comando Regional da Polícia Militar (5º CRPM) aponta um aumento de 50% na apreensão de drogas no 1º semestre de 2021 no Oeste e Sudoeste. O resultado é impactante porque engloba regiões que fazem divisa Santa Catarina e fronteira com o Paraguai e a Argentina. Foram 45 toneladas de entorpecentes retirados de circulação em seis meses, contra 30 toneladas em 2020.

De acordo com o Comandante do 5º CRPM, coronel Sérgio Almir Teixeira, apenas no mês de junho as unidades da PM da região retiraram de circulação mais de 10 toneladas. “Esse resultado é graças ao excelente trabalho desenvolvido pelos policiais militares, que estão produzindo mais e melhor. Importante destacar também que, apesar de todas as dificuldades, os nossos policiais continuam trabalhando diuturnamente”, disse.

Segundo o levantamento da seção de Planejamento e Estatísticas do Comando, os municípios que aparecem que tiveram as maiores apreensões foram Toledo, Foz do Iguaçu, Cascavel, Santa Helena e Guaíra. Segundo o coronel Sérgio, o policiamento ostensivo e estratégico no combate ao tráfico de drogas é necessário porque os municípios da região são utilizados como rota do tráfico de drogas.

“As forças de segurança estaduais e a Polícia Federal trabalham intensamente para que essas drogas não cheguem a outras regiões do Paraná e do Brasil”, complementou.

Também fazem parte do 5º CRPM o 19º BPM, o 21º BPM, o 6º BPM e o 3º BPM, que fazem o patrulhamento das duas regiões.

EXEMPLOS – No último dia do mês de junho, por exemplo, os policiais militares do 14º BPM apreenderam, em uma única situação, 2,4 toneladas de maconha. Na situação, um policial de folga avistou uma caminhonete que estava com alerta de furto/roubo e a equipe do Pelotão de Choque entrou em confronto com os suspeitos e acabaram detidos.

Em janeiro, o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) realizou a maior apreensão de drogas de sua história em uma propriedade rural de Toledo. A ação retirou de circulação 12,7 toneladas de maconha. Cinco pessoas foram presas.

AEN.