Na manhã desta terça (24), a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Imbituva, sob o comando do Delegado Dr. Thiago Andrade, deflagrou a operação “fardo de ouro”, que resultou na identificação e prisão de dois acusados da prática de um roubo com reféns ocorrido na localidade de Valinhos, interior de Imbituva. Um dos presos na operação foi encontrado com uma arma de fogo 9 mm modelo Glock G17, de uso restrito e de fabricação austríaca, 155 munições e com um carregador alongado. Outros dois mandados de prisão foram cumpridos. Ao total, a Polícia Civil deu cumprimento a 4 mandados de prisão temporária, expedidos pela justiça.

O delegado Thiago Andrade explicou esses criminosos roubaram um caminhão carregado com fardos de fumo, produto típico da região. Os criminosos mantiveram a família refém por aproximadamente três horas e agiram com extrema violência, fazendo toda família refém, inclusive crianças, que também estiveram sob a mira de armas de fogo.

O crime aconteceu na noite do dia 9 de março de 2022 na localidade de Valinhos no interior da cidade de Imbituva-PR, quando cinco indivíduos invadiram uma residência, três indivíduos com rostos cobertos e dois com rostos descobertos, armados com armas de fogo. O delegado informou que as investigações apontaram que os criminosos agrediram as vítimas e exigiram o caminhão da família carregado com fardos de fumo e acabaram por levar também uma picape Fiat Strada Fire a qual foi esta abandonada na mesma localidade, metros depois.

O caminhão roubado foi abandonado as margens da BR-277 com problemas mecânicos, impedindo que os indivíduos conseguiram prosseguir com a carga roubada.

Após permanecem aproximadamente três horas no local, por volta das 22h, parte dos criminosos que lá estavam fazendo a família de refém saíram da residência levando o caminhão da família carregado com o fumo e o veículo Fiat Strada.

Outros dois criminosos permaneceram na casa mantendo em cárcere privado os reféns até por volta 02h30, momento em que retornaram a residência dois criminosos que haviam se evadido com o Strada. Ao retornar ao local, os criminosos agiram com extrema violência, xingando as vítimas, tendo amarrado suas mãos e pernas para trás (inclusive as crianças). Os criminosos se evadiram e deixaram as vítimas nessa condição degradante.

O delegado disse: “a equipe de investigação da Polícia Civil de Imbituva começou os trabalhos e obteve elementos de informações consistentes sobre uma quadrilha especializada em cometer roubos em toda região, oriundos da cidade de Irati. Os criminosos utilizavam como padrão atuar com extrema violência para roubar cargas de fumo na região”.

A investigação e a operação contou com o auxílio imprescindível da agência de inteligência da 8ª Cia da Polícia Militar do Paraná.

da PCPR