Na disputa pelo Executivo e Legislativo, o Patriota já definiu candidatura própria à Prefeitura de Ponta Grossa nas eleições deste ano. Comandado no Estado pelo prefeito de Castro, Moacyr Fadel Junior, e em Ponta Grossa pela economista Keyla Sanson, o partido também terá chapa completa à Câmara Municipal com expectativa de conquistar duas cadeiras.

Keyla ganhou destaque nacional pelo pioneirismo no apoio feminino à campanha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O movimento “Sou Mulher, Sou Brasileira”, que começou em Ponta Grossa, tomou proporções nacionais e em menos de um mês, mais de seis mil mulheres de todo canto do país se juntaram à Keyla em um grupo de sustentação ao então candidato.  “Quando diziam que mulher não votava em Bolsonaro, eu disse: mulher vota em Bolsonaro e eu quero esses valores recuperados”, disse.

A partir daí, começou a ser chamada para outros grupos e manifestações pró-Bolsonaro e entrou em contato com diversas lideranças pelo país. Keyla considera que a participação da mulher na política ainda é restrita, mas que está começando a se sobressair. “As mulheres têm muita vontade política, mas ainda falta coragem. Então, quando você se coloca, elas se refletem em você. Eu sempre briguei pelo que eu acho certo”, disse.

Keyla esteve à frente da criação do Aliança pelo Brasil e como o partido não foi regularizado, foi convidada pela direção estadual do Patriota para comandar a sigla em Ponta Grossa. “O Patriota foi um presente de Deus. Eu estava sendo muito cobrada. Fiz o movimento com o Aliança e Ponta Grossa que foi o município que mais se destacou em adesão. Aí chegou o Patriota e foi o que mais me chamou a atenção pela união, um ajudando o outro”, diz.

Indicada como pré-candidata do partido em Ponta Grossa, a convocação foi feita pela direção estadual comandada pelo prefeito de Castro, Moacyr Fadel Junior, pelo deputado federal Evandro Roman e pela presidente estadual do Patriota Mulher, Cátia Présa. “Sempre fui uma ativista, mas na política, as coisas se consolidam quando você está dentro, então me coloquei à disposição e tudo foi crescendo”, diz.

Keyla afirma que o perfil desta eleição é outro, com outra forma de fazer política e que o 51 é um partido que veio para fazer a diferença, destacando que nasceu, se criou e constituiu família em Ponta Grossa, e que a cidade é gigante, com enorme potencial, porém parece estar freada no desenvolvimento. “Dá para fazer muito mais. Ponta Grossa é exemplo para o Brasil em muitas coisas. A cidade está com problemas, mas tem solução. Num primeiro momento, tem que fechar as torneiras, economizar e cortar o que é desnecessário.  É isso que o governo federal está fazendo, e o mais importante, sem corrupção. E queremos isso para Ponta Grossa”, finaliza.

Apoio

O nome de Keyla Sanson às eleições municipais conta com o apoio do presidente estadual do partido e prefeito de Castro, Moacyr Fadel. “O Patriota já está formado em mais de 150 municípios e quer viabilizar candidaturas próprias com o objetivo de fortalecer a sigla. Keyla está estruturando o partido em Ponta Grossa com candidatura própria”, disse.

Em mensagem gravada, o deputado federal Evandro Roman destacou seu apoio a pré-candidata. “Teremos uma chapa completa de vereadores e a Keyla como nossa pré-candidata a prefeita pelo município. Estamos muito felizes, afinal, Ponta Grossa é um município Patriota e temos certeza de que com a força de mulher, de mãe que a Keyla tem, irá vencer as eleições”, disse.

Informações/Foto: Assessoria de Imprensa