O Paraná está fora da zona de alerta para Covid-19, de acordo com o Boletim Observatório Covid-19 divulgado, nesta quinta-feira (21), pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O documento aponta para continuidade da redução de transmissão do Sars-CoV-2 em todo o país, com queda do número de mortes e casos graves.

Segundo a Fiocruz, o Paraná mantêm-se em relativa estabilidade, com 41% de ocupação de leitos de UTI Exclusivos Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS). Os dados são referentes à Semana Epidemiológica (SE) 41, de 10 a 16 de outubro, que apresentou média diária de 10.200 casos confirmados e 330 óbitos por Covid-19 no Brasil.

Além do Paraná, outros 24 estados encontram-se em situação mais confortável em relação aos casos graves e óbitos decorrentes do novo coronavírus, sendo a maioria com patamares inferiores a 50%.

As duas únicas Unidades da Federação na zona de alerta são Espírito Santo, na zona de alerta intermediário, onde a taxa voltou a crescer de 65% para 71%; e o Distrito Federal, na zona de alerta crítico, onde a taxa caiu de 89% para 80%.

Na última semana, foram registradas reduções nos leitos de UTI Covid-19 para adultos no SUS em dez estados, incluindo o Paraná que diminuiu de 1.483 para 1.463 leitos. Em contrapartida, foram computados mais leitos no Tocantis e no Mato Grosso.

Na visão dos pesquisadores do Observatório da Fiozcruz, responsáveis pelo Boletim, o resultado mostra que a campanha de vacinação está atingindo seu principal objetivo: o de minimizar o impacto da doença nos indivíduos e na coletividade, contribuindo para o controle da pandemia.

Informações: Banda B