Neste ano, os preços para dezembro foram fixados em R$ 5,49 a caixa de 400 gramas, tanto do panetone de frutas cristalizadas, quanto do de gotas de chocolate. Há também disponíveis os doces em pacotes de 400 gramas. O preço é de R$ 4,99 para ambos os produtos. Essas mercadorias foram adquiridas via licitação e os preços estipulados pela Prefeitura de Ponta Grossa são os menores encontrados na cidade, de acordo com os dados do Nota Paraná. Na cidade, há estabelecimentos comerciais que vendem os produtos a R$ 9.

Executado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), o Mercado da Família visa possibilitar que as famílias mais vulneráveis tenham acesso a alimentos de qualidade, a baixo preço. Neste último mês, alguns produtos de utilidades domésticas também foram inclusos no estoque das unidades, como lâmpadas LED, vassouras, prendedores de roupa, rodos e escovas de limpeza. Para as festividades do Natal, também foi incluso o filé mignon suíno entre as carnes.

De acordo com o diretor do programa, Fabiano Barbosa, para estabelecer os preços dos produtos do Mercado da Família, a equipe da SMAPA faz uma pesquisa de campo nos comércios da cidade e também por meio do aplicativo ‘Menor Preço’ do Nota Paraná. “Após verificar o comportamento dos preços, se tem uma noção dos valores mais acessíveis ao cidadão. Então fazemos uma média e buscamos colocar os preços a cerca de 30% mais baixos que a média dos demais mercados, sempre observando também os valores que foram licitados no período”, ressalta Fabiano.

Balanço do ano

Neste ano, o programa registrou um total de 38.590 atendimentos até o fim de novembro. Com 44,3 mil pessoas cadastradas no Mercado da Família, o número de cadastros cresceu em 10,2% neste ano, mesmo com os efeitos da pandemia do Coronavírus.

“Ao longo do ano pensamos em formas de aumentar o número de atendimentos e de cadastros para que mais pessoas tenham acesso ao programa. Uma das estratégias utilizadas é sempre aproveitar as sazonalidades para trazer produtos específicos de determinada época. Na época da Páscoa, ampliamos o número de peixes; agora, no natal, incrementamos os panetones. A intenção é garantir alimentos de qualidade às pessoas de baixa renda na cidade”, explica o secretário da SMAPA, Bruno Costa.

Para participar do Mercado da Família é necessário ir em uma das quatro unidades e levar documentos de todos os integrantes da família, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda ou declaração de trabalho autônomo autenticada. O cadastro é permitido às famílias que possuem renda salarial de até 3 salários e meio. As famílias cadastradas têm o limite de gastos de R$ 788, por mês.

As unidades do Mercado da Família localizam-se no Centro, Parque Nossa Senhora das Graças, Maria Otília e Santa Paula. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 9h às 18h.

Da assessoria.