Audiência pública define alterações no Boulevard e revitalização da Praça Marechal Floriano Peixoto

Foi realizada na noite de ontem (17), a Audiência Pública sobre a obra do Boulevard e da Praça Marechal Floriano Peixoto, promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. O evento aconteceu na Câmara de Vereadores e contou com a presença de comerciantes, moradores locais, representantes de instituições e demais munícipes.

O projeto apresentado pelo secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Diego José Lopes, como alternativa para o Boulevard e a praça Marechal Floriano Peixoto, contou com uma revitalização completa na praça, mantendo suas características originais, e com a abertura de uma rua e vagas de estacionamento no Boulevard.

A rua estaria localizada ao lado esquerdo do Boulevard, na parte sem as estruturas metálicas, ligando as ruas Coronel Pedro Ferreira e XV de Novembro. A rua seria estreita, para trânsito lento de veículos. Na parte superior do Boulevard também seriam abertas 18 vagas diagonais de estacionamento. A abertura da rua foi votada pelas 47 pessoas presentes na Audiência, que optaram por unanimidade em realizar a abertura da mesma.

As principais alterações na praça também foram votadas pelos presentes. A primeira votação foi para a remoção dos arbustos, possibilitando a utilização dos gramados da praça. A votação contou com 36 pessoas favoráveis a remoção e 10 pessoas contrárias.

Já a troca das luminárias e postes, por outros que permitem uma iluminação mais ampla da praça, feita em nível abaixo da copa das árvores, foi aprovada por 31 pessoas e rejeitada por 15. Sobre o projeto da Capsula do Tempo, que receberia cartas de crianças e seria aberta em 2050, 20 pessoas aprovaram a iniciativa, mas para a abertura em menos que 30 anos, 14 aprovaram a Iniciativa, pois consideram bom pensar no futuro, 12 não aprovaram a iniciativa, pois consideram perda de tempo e dinheiro, e uma aprovou a iniciativa, mas para a abertura em mais de 30 anos.

A quarta votação sobre as alterações na praça foi sobre a inclusão de uma Árvore Digital no local, a qual conta com painéis solares para ser autossustentável e não gerar custos, internet wi-fi para toda a praça e tomadas de energia para carregamento de celulares, por exemplo. 33 pessoas votaram que sim, aprovam a instalação da árvore digital, enquanto 14 desaprovaram a instalação da árvore digital.

Também foi aberta a palavra aos munícipes, que puderam realizar perguntas, comentários e sugestões relativas ao projeto apresentado. Agora o Município irá analisar todas as participações populares e realizar as adequações necessárias nos projetos.

De acordo com o secretário da pasta, assim que concluídas as adequações, a obra passará por todo o trâmite burocrático, até que seu processo licitatório seja concluído. Em seguida a obra poderá ser iniciada, porém será respeitada a prioridade de realização de obras na área da saúde e educação, por exemplo, e, portanto, não há data prevista para início das obras no Boulevard e na Praça.

O prefeito Sérgio Belich também participou da Audiência Pública e destacou que “o importante é ser democrático e realizar o que a maioria optar. Votamos em vários aspectos da obra, para que a população decida o que faremos e que a praça fique de acordo com as necessidades da população palmeirense”, disse.

a assessoria