A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (25/10), a Operação Direção Proibida, com o objetivo de desarticular grupo criminoso que confeccionava e vendia Carteiras Nacionais de Habilitação falsificadas.

Na ação, foram cumpridos dois Mandados de Busca e Apreensão, na cidade de Biguaçu/SC, para localizar mais elementos acerca da falsificação e da revenda desses documentos.

As investigações tiveram início com a prisão em flagrante de indivíduo que apresentou uma CNH falsa a Policiais Rodoviários Federais. Durante o questionamento, ele informou que teria adquirido um automóvel em uma revendedora de veículos em Biguaçu/SC, oportunidade em que lhe foi vendida a Carteira Nacional de Habilitação falsificada. Ao logo das investigações pela PF, os indivíduos que revenderam o documento falso foram identificados.

Destaca-se que os órgãos federais e estaduais de trânsito têm condições de identificar as falsidades documentais, o que pode levar a prisão em flagrante pelo crime de uso de documento falso.

Os investigados poderão responder pelo crime de falsificação de documentos públicos, com pena de dois a seis anos de reclusão, mais pagamento de multa.

Foto: PF/Divulgação

da PF