O jornal The Intercept Brasil divulgou em nas suas redes sociais um vídeo onde um motoboy de São Paulo desabafa sobre os riscos de fazer entregas em meio a pandemia de Coronavírus. Paulo Lima, de 31 anos, conta que trabalha com os aplicativos Ifood, Rappi e Uber há cerca de 9 meses e que essa é a única fonte de sustento da sua família. “É minha única fonte de sustento, é o que eu uso para pagar minhas dívidas e para levar sustento para minha família”, explica.

No vídeo, Paulo denuncia o descaso dos aplicativos com os entregadores. “A gente não recebeu álcool em gel dos aplicativos. Eu, pelo menos, não recebi nenhuma mensagem para ir buscar ou retirar em algum lugar. Os aplicativos não garantem alimentação para o motoboy, que passa fome na rua”, desabafa.

O motoboy ainda afirma que esses aplicativos são oportunistas e que poucos políticos e meios de comunicação falam sobre a situação dos entregadores. Assista ao desabafo na íntegra.

O jornal The Intercept Brasil divulgou em nas suas redes sociais um vídeo onde um motoboy de São Paulo desabafa sobre os riscos de fazer entregas em meio a pandemia de Coronavírus. Paulo Lima, de 31 anos, conta que trabalha com os aplicativos Ifood, Rappi e Uber há cerca de 9 meses e que essa é a única fonte de sustento da sua família. “É minha única fonte de sustento, é o que eu uso para pagar minhas dívidas e para levar sustento para minha família”, explica.

No vídeo, Paulo denuncia o descaso dos aplicativos com os entregadores. “A gente não recebeu álcool em gel dos aplicativos. Eu, pelo menos, não recebi nenhuma mensagem para ir buscar ou retirar em algum lugar. Os aplicativos não garantem alimentação para o motoboy, que passa fome na rua”, desabafa.

O motoboy ainda afirma que esses aplicativos são oportunistas e que poucos políticos e meios de comunicação falam sobre a situação dos entregadores. Assista ao desabafo na íntegra.

Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next