O Município de Palmeira esclarece à população sobre os problemas de abastecimento de água enfrentados nos loteamentos Lily Bacila e Jardim das Araucárias.

Apesar de ambos os loteamentos já possuírem algumas construções, os mesmos ainda não podem receber moradores, pois a habitação não foi liberada pelo Município pelo fato de a infraestrutura dos locais não estarem 100% concluída pelas empresas loteadoras. A informação consta nos alvarás de construção de todas as obras iniciadas no local.

Para que a liberação ocorra, as empresas loteadoras tem a obrigação de concluir totalmente a obra, entregando a mesma aos moradores com totais condições de saneamento e eletricidade, algo que ainda não ocorreu com os loteamentos Lily Bacila e Jardim das Araucárias.

Os loteamentos, localizados um ao lado do outro, estão em terreno com declive acentuado para dois lados. Em um dos lados, o esgoto se une ao esgoto já existente na avenida Daniel Mansani, porém, para o outro lado, o esgoto ainda não tem ligação com nenhum outro ponto, mas que, em breve, serão conduzidos à uma Estação Elevatória de Esgotos, a qual se encontra em fase de construção, sob a responsabilidade das respectivas loteadoras.

Assim que a obra for concluída, a rede de água poderá ser ligada na rede da Sanepar, normalizando o abastecimento de água nos loteamentos e, deste modo, o Município poderá liberar a habitação de moradores nos locais após a emissão do Certificado de Vistoria de Conclusão de Obras (CVCO).

Construções

As empresas loteadoras haviam se comprometido com o Município em construir a Estação Elevatória de Esgotos há alguns meses e, portanto, foram liberadas construções nos locais. Porém, com o atraso na conclusão da obra da Estação Elevatória, a realização de construções foi novamente proibida em ambos os loteamentos.