Os 19 municípios que fazem parte da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), receberam nesta semana um total de R$ 10,7 milhões em recursos para o setor de saúde. A verba destinada pelo Governo do Estado faz parte de um pacote de R$ 455 milhões anunciado em setembro deste ano para todas as 399 prefeituras do Paraná, com o objetivo de compensar as perdas na arrecadação por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do governo federal.

A presidente da AMCG e prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso, explica que os valores enviados aos municípios serão revertidos ao custeio de consultas e exames especializados. “Os valores foram distribuídos conforme o número de habitantes de cada cidade. A partir deste repasse, os municípios poderão realizar um aporte financeiro a fim de garantir consultas com médicos especialistas e exames. Isso contribui imensamente para que cada cidade avance a fim de reduzir as filas de atendimentos que ficaram reprimidas por conta da pandemia”, destacou.

Elisangela também fez uma avaliação das demandas regionais. “Acredito que essa seja uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos municípios. Após a pandemia, tivemos esse problema na saúde pública, com imensas filas de pacientes aguardando exames e consultas. Esse valor vem para contribuir com a redução dessas filas. As prefeituras poderão aplicar da maneira que acharem melhor, seja no Consórcio Intermunicipal de Saúde (CimSaúde) ou outro convênio, levando um atendimento de qualidade à população conforme a demanda existente”, disse.

Reivindicações

O presidente do CimSaúde e prefeito de Arapoti, Irani Barros, lembrou que a busca por apoio ao serviço de saúde especializado estava entre as pautas abordadas pela comitiva da AMCG durante uma reunião realizada com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, ainda em setembro deste ano. “Foi uma reivindicação que fizemos junto ao secretário naquela oportunidade, porém o Estado já havia pensado nesses valores para dar apoio aos municípios. O investimento chega em uma hora boa. Trata-se de um plano pós-pandemia, uma vez que temos um grande número de atendimentos represados. Com certeza, esse dinheiro é bem-vindo ao nosso município e região”, avaliou.

Outros investimentos

O prefeito de Reserva, Lucas Machado, afirmou que o repasse também chega para trazer uma maior tranquilidade aos cofres municipais. “Ficamos muito felizes com esse recurso que, sem dúvidas, vai ajudar bastante. Pretendemos destinar nossos valores para viabilizar um melhor atendimento especializado, especialmente por meio consórcio. Com esse investimento estadual, sobrará dinheiro do município para outras áreas. Devemos ter um valor de aproximadamente R$ 400 mil para construir uma nova UBS, no bairro Ferreira. É um projeto que também tem o compromisso do secretário Beto Preto”, revelou.

Segundo o gestor, o município tem intenção de fortalecer diferentes áreas com o novo investimento. “Temos uma dificuldade para fornecer serviços de urologista, neuropediatria, e outros. Em Reserva, especialmente, existe uma demanda muito grande com relação a exames de imagem. Já estamos pedindo equipamento e vamos credenciar um médico para prestar esse atendimento”, relatou.

Clique aqui e consulte os valores destinados aos Campos Gerais por município.

Reunião suspensa

A AMCG suspendeu uma reunião ordinária que ocorreria na segunda-feira (30), em Carambeí, com a presença do Secretário Beto Preto. A decisão foi tomada em virtude dos estragos causados pelas fortes chuvas que atingiram os Campos Gerais durante o fim de semana. O evento, que também terá presença de gestores e representantes do setor de saúde, será remarcado em data oportuna. O evento colocará em pauta as principais demandas existentes nos Campos Gerais, incluindo prioridades elencadas junto às 3ª e 21ª Regionais de Saúde; e Consórcio Intermunicipal de Saúde (CimSaúde).

Quem somos

A Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) é um órgão de representação municipal e microrregional, sendo constituída sob a forma de sociedade civil, sem fins lucrativos. É composta por 19 municípios da Região dos Campos Gerais, sendo: Arapoti, Carambeí, Castro, Curiúva, Imbaú, Ipiranga, Ivaí, Jaguariaíva, Ortigueira, Palmeira, Piraí do Sul, Porto Amazonas, Ponta Grossa, Reserva, São João do Triunfo, Sengés, Telêmaco Borba, Tibagi e Ventania.

A AMCG tem como principal objetivo a integração regional, econômica e administrativa, buscando o fortalecimento dos municípios, defendendo os seus interesses, visando o desenvolvimento econômico e social.

Fotos: Roberto Dziura Jr/AEN