Condenada a 13 anos de prisão, acusada de ser mandante do assassinato de Marcos David Figueroa, suposto dono de um bordel em Mendoza, na Argentina, Camila Sofía Ibarra Salazar está aproveitando o período na prisão para vender fotos íntimas na plataforma de conteúdo adulto OnlyFans de dentro da prisão.

A jovem está presa há dois anos e meio, e alega que a venda das fotos e vídeos foi a maneira que encontrou de sustentar o filho Catriel, de cinco anos. O valor arrecadado por Salazar vai direto para uma conta da mãe dela, segundo o jornal El Sol de Mendoza.

De acordo com a publicação, Camilita, como é conhecida nas redes sociais, oferece um pacote de 20 fotos sem roupa por R$ 48, vídeos por R$ 72 e chamada de vídeo por R$ 96. Ela tem mais de 5 mil seguidores na web.

A mulher de 22 anos não tem autorização para utilizar o celular de dentro da prisão. Ela vai passar por um audiência e por um exame psiquiátrico para decidir o seu futuro. Ela entrou com pedido para prisão domiciliar para poder ficar perto do filho.

Foto: Reprodução/Camila Sofía Ibarra Salazar

do Terra