O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal) afirmou que estimular invasões hospitais é crime após a invasão registrada no Hospital Ronaldo Gazolla, no Rio de Janeiro na última sexta-feira (12), um dia após o presidente Jair Bolsonaro pedir aos seus seguidores que invadissem hospitais para filmar se os leitos estão livres ou ocupados.

“Invadir hospitais é crime – estimular também. O Ministério Público (a PGR e os MPs Estaduais) devem atuar imediatamente. É vergonhoso – para não dizer ridículo – que agentes públicos se prestem a alimentar teorias da conspiração, colocando em risco a saúde pública”, publicou Gilmar Mendes em seu Twitter.

No Rio, uma família com cinco integrantes chutaram portas e filmaram o interior do hospital. Já na semana passada, um tumulto causado por cinco deputados estaduais prejudicou o trabalho de profissionais da Saúde ao invadir um hospital de campanha no Anhembi, em São Paulo. Eles não usavam equipamentos de proteção individual e entraram mediante gritos e empurrões.

Para ler a matéria completa do Paraná Portal, clique aqui.

Imagens/informações: Paraná Portal.