De acordo com dados do Observatório do Legislativo Brasileiro (OLB), o presidente Jair Bolsonaro lidera a lista de representantes máximos do país que menos aprovaram projetos no Congresso Nacional desde a redemocratização do Brasil. Em 2021, ele conseguiu aprovar menos de um terço dos projetos enviados aos parlamentares (29,1%).

Durante o primeiro ano de mandato (2019), Bolsonaro conseguiu aprovar 30% das iniciativas enviadas ao Congresso. No ano seguinte (2020), foram aprovados 42,9% dos projetos encaminhados. O senador Eduardo Gomes, líder do governo no Congresso, diz que os dados não refletem o sucesso do governo em matérias de impacto. “O governo que propõe mais tende a ter uma produção proporcional menor. Mas em compensação trouxe para a produção legislativa matérias que não tramitariam antes, como a reforma da Previdência, a lei do gás, o marco legal das ferrovias, cessão onerosa [de campos de petróleo no pré-sal]”, afirma.

Informações: UOL