A 6ª Vara Cível de Curitiba determinou na quarta-feira (22) que o ex-juiz e pré-candidato Sergio Moro retire do ar um vídeo de campanha. A juíza Ana Lúcia Ferreira entendeu que houve uso indevido da imagem de um músico de Curitiba e determinou que a peça seja retirada das redes sociais de Moro no prazo máximo de dois dias a partir do momento em que ele for notificado.

Caso a medida seja descumprida, haverá multa diária de R$ 1 mil. Se o vídeo for exibido em eventos públicos ou partidários, o valor sobre para R$ 5 mil. Moro terá ainda que participar de uma audiência conciliatória, em 14 de setembro, para discutir valores de indenização.

O vídeo em questão foi apresentado no dia 14 de junho. A peça foi exibida durante evento em que anunciou que se candidataria pelo Paraná a um cargo político.

A ação foi movida pelo músico Reinaldo Soares Guimarães Neto, que aparece no vídeo tocando trompete em uma rua no Centro de Curitiba. Ele relata que tem posições políticas diferentes do candidato e que começou a ser questionado se havia trocado de lado por um cachê. De acordo com a ação, ele ainda estaria sendo olhado “com desconfiança por donos de bares onde era chamado para tocar como freelancer”.

Confira a matéria completa no Plural Curitiba