O comunicador Jocelito Canto usou as redes sociais nesta quinta-feira (21) para anunciar o registro de um boletim de ocorrência por conta de supostos materiais apócrifos divulgados na internet. Com a oficialização da denúncia, a Polícia Civil deve instaurar um inquérito para dar início às investigações. De acordo com Jocelito, os materiais foram “orquestrados por grupos políticos”. “Venho sendo atacado de forma covarde por fakes, orquestrados por grupos políticos que não aceitam meu posicionamento pela verdade. Distribuem em grupos, páginas e até mesmo nas páginas administradas por nós (Jocelito Canto, Mabel C. Canto e Jocelito – O Repórter) vídeos com edições que não demonstram a realidade, até mesmo em processos que fui absolvido pela justiça, com a intenção de difamar a minha pessoa”,relata.

“Estou tomando as medidas legais para achar de onde esses ataques estão sendo feitos e por quem. A internet não é uma terra sem lei, tudo que aqui se publica uma hora terá de se pagar. Reforço meu compromisso com a população de levar a verdade doa a quem doer. Não sou político, sou uma pessoa que dá voz aos menos empoderados. Continuarei meu trabalho, sem omissão, levando a voz dos menos favorecidos junto comigo”, finaliza o comunicador.

Em um vídeo divulgado por Jocelito, o delegado-chefe da 13°Subdivisão Policial, Nagib Nassiff Palma, afirma que uma investigação deve ser feita na intenção de encontrar os autores dos materiais apócrifos e que a delegacia conta com um setor especializado em Curitiba para solucionar crimes cibernéticos.

Assista ao vídeo.