A Itaipu Binacional investiu R$ 15 milhões nas obras da construção de uma segunda unidade do Hospital Pequeno Príncipe (HPP), no bairro Bacacheri, na região norte de Curitiba (PR). No total, a ampliação vai custar R$ 70 milhões, com recursos da Itaipu, do Governo Federal, do Governo do Paraná e da Assembleia Legislativa do Paraná. O início das obras será em janeiro de 2024 com entrega prevista para 2026.

“A Itaipu tem um grande compromisso com o Estado do Paraná, onde a empresa está sediada e, especialmente, com o investimento em ações que mudam a vida das pessoas. A ampliação do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, vai melhorar o atendimento especializado das crianças de nosso estado e de outras regiões do País”, afirmou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri.

Segundo ele, o investimento atende aos propósitos do Programa Itaipu Mais que Energia, que ampliou sua atuação para todos os 399 municípios do Paraná, além de outros 35 do Mato Grosso do Sul. O objetivo do Programa é potencializar o crescimento sustentável de toda a região com um grande foco na responsabilidade social.

Chamada Pequeno Príncipe Norte, a nova unidade pediátrica terá uma área total de 200 mil metros quadrados. No local, também serão construídas as novas sedes da Faculdade Pequeno Príncipe e do Instituto de Pesquisa Pelé-Pequeno Príncipe, este último especializado em estudos e pesquisas nas áreas de oncologia, pesquisas clínicas e geoprocessamento, entre outras doenças que acometem crianças.

A primeira etapa da obra será a construção de um hospital-dia, de 7,2 mil metros quadrados, com três pavimentos, 36 leitos, seis salas de cirurgia, 12 leitos de terapia infusional, além de ambulatórios. O hospital-dia é uma unidade intermediária entre internação e atendimento ambulatorial, onde o paciente fica internado no máximo um dia para realizar os procedimentos.

Pequeno Príncipe

Atualmente, o Pequeno Príncipe já é o maior hospital pediátrico da América Latina. Em 2023, o HPP foi eleito um dos melhores hospitais pediátricos do mundo pelo ranking da revista americana Newsweek. Ele é o único hospital exclusivamente pediátrico da América do Sul a configurar na lista da prestigiada publicação.

Só em 2022, o HPP realizou 18.094 cirurgias – média de aproximadamente 49 procedimentos diários. Desse total de procedimentos cirúrgicos, 275 foram transplantes: 37 de órgãos, 135 de tecido ósseo, 56 de medula óssea e 47 de válvula cardíaca.

No ano passado, o Pequeno Príncipe também prestou 249.302 atendimentos ambulatoriais (consultas, emergências, terapias e procedimentos de prevenção), 20.044 internações e um milhão de exames (laboratoriais, de imagem, métodos gráficos e de serviços diagnósticos e terapêuticos específicos).

Foto: Itaipu Binacional

com informações da AEN