Para Milla, um dos pilares de sua gestão na casa de leis é a informatização do sistema. O chamado processo ‘Câmara Verde’ foi a informatização de todo o sistema da Câmara Municipal de Ponta Grossa. Com tal processo, deixou-se de gastar em impressões, sendo que as circulares e demais impressos, agora, estão disponíveis de forma online á disposição de todo cidadão. “Nós tivemos uma grande economia, antes era em torno de trinta mil fotocopias ao mês e reduzimos em torno de cinco, seis mil cópias, isso gera uma economia muito grande, não só em relação a parte financeira, mas também na parte ambiental”, afirma o vereador.

Outro benefício que o sistema trouxe foi com relação à presença dos parlamentares. Com a implantação dos protocolos digitais agora é possível e exigido dos vereadores que os mesmos registrarem presença nas sessões, essa é uma forma onde pode-se se ter exatidão da hora em que o parlamentar registrou a presença.

Além disso, a agilidade nos processos da Câmara Municipal foram simplificados e modernizados. A votação, anteriormente, era feita por chamada nominal (cumprindo o regimento interno), e agora pode ser feita de forma simultânea e rápida, com o acompanhamento da população presente através do telão.

Para o parlamentar, ações como esta desenvolvidas na sua presidência, demonstram responsabilidade e, mais do que isso, gera economia aos cofres públicos para que esse dinheiro possa ser aplicado no cotidiano da comunidade. “Com a economia, pudemos devolver o dinheiro ao poder executivo e também serviu para termos dinheiro agora nesta época de pandemia. Então, toda essa economia que é gerada dentro da Câmara Municipal, é revertida em benefício para a população, em investimentos aplicados direto à comunidade”, conclui.

Com informações: Assessoria de Imprensa/Foto: Reprodução