Um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Castro, nos Campos Gerais, foi condenado a 26 anos, 6 meses e 21 dias de prisão em regime inicial fechado por estupro de vulnerável cometido contra três vítimas.

Conforme a denúncia, o homem, desde 2017, quando sua enteada tinha oito anos, praticou atos libidinosos com ela repetidamente. Em 2019, ele também teria, em ocasiões diferentes, feito o mesmo com outras duas vítimas ligadas à família da esposa, com 11 e 12 anos na época.

O réu havia sido preso no Aeroporto Internacional de Guarulhos, onde pretendia embarcar para fora do país, mesmo ciente de que havia sido decretada sua prisão preventiva após a apresentação da denúncia, em 2020 – o que indica possível intenção de fuga. Sua prisão foi mantida. Cabe recurso da decisão.

do MPPR