Uma mulher foi presa em Sarangi, região metropolitana de Maringá, após aplicar diversos golpes financeiros via Pix. Ela comprava produtos ou contratava serviços e pedia para pagar por meio de agendamento de transferência bancária de valores, os quais nunca chegavam na conta da vítima.

De acordo com o delegado de Polícia Civil, Adriano Garcia, a suspeita poderá ser indiciada pelo crime de estelionato. Até o momento, sete boletins de ocorrência já foram lavrados na delegacia acusando a golpista.

Um desses golpes ocorreu em um salão de beleza, quando a suspeita realizou um tratamento de beleza completo, gastando cerca de R$ 2 mil. Revoltada com a situação, a dona do salão, que relatou o caso nas redes sociais, conseguiu encontrar a suspeita, pediu que o pagamento da dívida fosse realizado e, com a negativa, conseguiu arrancar da cabeça da mulher o aplique, comumente conhecido como “mega hair”, para suprir pelo menos parte do prejuízo.

Leia a matéria completa do RicMais