O Núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, com apoio da Corregedoria Geral da Polícia Militar, deflagrou na manhã desta quarta-feira, 13 de dezembro, a Operação Reembolso. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de Mariópolis, Guarapuava (ambas no Centro Sul do estado), Chopinzinho e Capanema (no Sudoeste).

A investigação apurou que dois policiais militares rodoviários lotados no posto de Mariópolis teriam exigido valores de uma vítima em troca da não aplicação de uma multa, após terem constatado que a carteira nacional de habilitação (CNH) do condutor estaria vencida. Os valores teriam sido transferidos por Pix para a conta bancária de uma funcionária terceirizada do posto rodoviário.

Reembolso – Horas após o fato, a vítima descobriu que sua CNH não estava vencida e solicitou que os valores fossem devolvidos, recebendo a quantia de volta no mesmo dia. Após tomar conhecimento dos fatos, o Gaeco instaurou procedimento investigatório que culminou com a deflagração da operação.

O Juízo da Auditoria Militar, que deferiu os mandados, determinou ainda o afastamento dos policiais militares das funções operacionais e aplicou outras medidas cautelares diversas da prisão, como a entrega do fardamento e do armamento. Com o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram apreendidos equipamentos eletrônicos e documentos que passarão por perícia e para posterior análise pela equipe do Gaeco.

do MPPR