Com a notícia da cassação de seu mandato, o deputado estadual Fernando Francischini disse que irá recorrer ao STF para reverter a decisão, que pode torná-lo inelegível até 2026. A causa do processo foi a disseminação de fake news durante a campanha de 2018, especialmente às que se referiam ao processo eleitoral brasileiro. Neste ano, ele foi o candidato mais votado do Paraná, com mais de 400 mil votos.

O candidato, porém, já informou que voltará aos quadros da Polícia Federal e não desistirá das tentativas de reaver seu mandato. “Dia triste, mas histórico na luta pelas liberdades individuais. Sempre fui um deputado combativo e com honestidade de propósitos. Lutei contra a corrupção para retomarmos o nosso país. Eu lamento demais essa decisão que afeta mandatos conquistados pela vontade do eleitor. Nós vamos recorrer e reverter essa decisão no STF, preservando o voto e a vontade de meio milhão de eleitores paranaenses”, disse.

Informações: Veja