As chuvas intensas dos últimos meses no Paraná modificaram o cenário dos rios na cidade de Foz do Iguaçu e formaram paisagens ainda mais emblemáticas nas Cataratas do Iguaçu, fronteira entre Brasil e Argentina, e no encontro entre Brasil, Paraguai e Argentina, no Marco das 3 Fronteiras, com registros singulares no olhar do repórter fotográfico Marcos Labanca.

As chuvas aumentaram o volume dos rios Iguaçu e Paraná, dois rios muito importantes para o mundo, e de uma importância especial para Foz do Iguaçu. O Iguaçu é único por passar dentro do Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Mundial Natural reconhecido pela Unesco, e principalmente por formar a Maravilha Mundial da Natureza, Cataratas do Iguaçu, maior conjunto de quedas d´água do mundo e que recebe milhares de visitantes todos os anos.

O Rio Paraná é importante pela grandiosidade. Ele está entre os dez maiores rios em extensão do mundo e sua magnitude faz dele o segundo maior da América do Sul, depois do Amazonas. É tão extenso que nasce entre as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, dividindo os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, passa pelo Paraná e fica internacional fazendo a fronteira entre Paraguai e Argentina.

O grande volume d’água fez com que o Rio Iguaçu incorporasse as encostas e ficasse com uma tonalidade amarronzada. Essa cor foi vista com maior expressividade nas quedas das Cataratas do Iguaçu, que atingiram a maior vazão dos últimos oito anos, 16 milhões de litros d’água por segundo.

Após passar pelas Cataratas, o Rio Iguaçu segue o seu curso até a fronteira dos três países: Brasil, Argentina e Paraguai, encontrando o Rio Paraná. A cor mais escura contrasta com o tom esverdeado do “Paranazão”, formando uma paisagem como nenhuma outra no mundo. A cena é composta pelo deslumbrante pôr do sol latino, colorindo o horizonte. Uma combinação singular da natureza, com uma imensa carga cultural também.

Essa paisagem marcante tem um local privilegiado para ser admirada, o Marco das 3 Fronteiras, local mais charmoso de Foz do Iguaçu. O atrativo conquista e encanta pela representação histórica que possui, somado ao ponto geográfico ímpar e à natureza que completa a experiência.

São dois rios diferentes e grandiosos, e o encontro entre eles deixa tudo ainda mais encantador. “Iguaçu” vem da família linguística tupi-guarani e significa “água grande”; “Paraná” vem da mesma origem e quer dizer “parecido com o mar”. Unidos, eles se transformam em uma “água grande, que se parece com o mar”, até que no final do trajeto, ligados, encontrem o oceano.

Este momento mágico foi registrado pelo profissional Marcos Labanca, com imagens estonteantes do show das águas nas Cataratas e na foz do Iguaçu. A diferença entre os rios acaba no momento que compartilham um ponto comum, unidos, mas ainda assim com as próprias características, igual aos países na fronteira.

Visite o Marco das 3 Fronteiras e contemple esse momento e muitas outras atrações. O atrativo está aberto de terça-feira a domingo, das 14h às 21h. Há apresentações culturais de cada país, folclore local, além do visitante poder aguçar os sentidos na viagem gastronômica do Restaurante Cabeza de Vaca.

Crédito das fotos: Marcos Labanca

da assessoria