Uma das ações previstas pelo Governo do Estado para enfrentar a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus é a concessão de créditos para micros e pequenos empresários através da Fomento Paraná.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentou um pacote de medidas econômicas para apoiar as micro e pequenas empresas durante o período mais crítico da pandemia, com ações como oferta de crédito, medidas tributárias, entre outras, para manter empregos, salários e a atividade econômica.

O portal D’Ponta News entrou em contato com a Fomento Paraná para saber como os incentivos e financiamentos do estado estão beneficiando os micro e pequenos empresários neste momento da pandemia.

Por meio da sua assessoria de imprensa, a Fomento Paraná informou que de 27/3 a 26/5, a instituição registrou um volume histórico de 32.375 solicitações de crédito. O número representa quase seis vezes o volume contratado em todo o ano de 2019, que somou 5.640 contratos. Em valores, em R$ 2019 foram contratados R$ 98 milhões.

Até o momento, foram processadas 10.332 propostas, das quais foram 3.882 foram recusadas, o que equivale a pouco mais de um terço do total. As 6.450 propostas aprovadas nesse mesmo período somam R$ 88 milhões. Os valores são liberados em três parcelas, a cada 30 dais a partir da primeira liberação.

Estão em fase inicial de processo 13.671 propostas e outras 8.372 já avançaram em alguma etapa de análise.

Porque as propostas são negadas

De acordo com a Fomento Paraná, o motivo mais comum para propostas negadas é o registro no CADIN Estadual, ou seja, multas, impostos, contas de energia, água e pendências outras com órgãos estaduais em geral. Além disso, documentação irregular ou faltante, perdas antigas registradas como prejuízo no SCR (Banco Central), ou mesmo duplicidade de pedidos são os principais fatores.

Perfil dos empresários

A Fomento Paraná informou ainda que o perfil dos empresários é variado, mas está muito concentrado no comércio e setor de serviços, em especial atividades ligadas ao turismo em geral, que foi muito afetado pela pandemia de coronavírus.

Valor médio contratado

O valor médio atual contratado relativo às propostas liberadas ou em fase final de contratação, mas que já foram concedidas, é de aproximadamente R$ 6.450. O valor do crédito é baixo, porque o grande volume de propostas aprovadas e já liberadas é da nova linha Paraná Recupera, de até R$ 6.000,00. Seguido do Microcrédito, que tem linhas de até R$ 20 mil, mas que tem um ticket médio de R$ 11 mil.

Imagem: Agência Estadual de Notícias Informações: Agência Paraná