A Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, colocou em funcionamento um novo simulador de crédito online no seu portal para calcular os custos de financiamentos de projetos para os municípios. Com um único click, gestores municipais podem calcular os juros e o valor das prestações para projetos de infraestrutura, mobilidade urbana e outros voltados à melhoria da qualidade de vida, de acordo com o porte populacional e o índice de desenvolvimento de cada cidade.

“O novo simulador foi desenvolvido em conjunto com a equipe do Paranacidade e permite aos prefeitos calcular com exatidão o quanto vai custar o financiamento e qual o melhor enquadramento da proposta do município, além de mostrar que hoje temos a melhor taxa do mercado”, explica, Wellington Dalmaz, diretor de Operações do Setor Público da instituição. “Isso dá maior agilidade ao processo, porque facilita o acesso à informação e permite que o gestor possa apresentar na Câmara Municipal leis autorizativas com detalhes precisos de cada proposta, nas condições ofertadas pela Fomento Paraná”, acrescenta o diretor.

CONDIÇÕES DIFERENCIADAS – Por meio das linhas do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e o Paranacidade, a Fomento Paraná viabiliza condições exclusivas para atender cidades que apresentam um baixo IPDM – Índice Ipardes de Desenvolvimento Municipal, conforme diretriz do governador Carlos Massa ratinho Junior, que determina um tratamento diferenciado aos municípios menos desenvolvidos.

“Todas as cidades com IPDM menor que 0,6 – ou seja, com índice de desenvolvimento médio-baixo ou baixo, tem assegurada uma taxa de juros menor, a partir de 2,0% ao ano, para aquelas com menos de 20 mil habitantes, por exemplo”, explica o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves. Além da taxa de juros, os contratos são corrigidos pelo IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

NOVOS RECURSOS — A Fomento Paraná vem aumentando o volume de recursos destinados a projetos dos municípios a cada ano. Em 2021 a instituição bateu um recorde com R$ 420 milhões contratados para projetos de mais de 100 municípios, que estão com obras em fase de licitação ou iniciando a execução. Atualmente a carteira de Operações do Setor Público da instituição soma quase R$ 1,5 bilhão em recursos colocados nos municípios, principalmente para pavimentação de vias públicas, compra de máquinas e equipamentos rodoviários, novas instalações esportivas, escolas, postos de saúde e outros projetos voltados à eficiência energética e sustentabilidade ambiental e à melhoria da gestão.

Esse valor deve crescer ao longo dos anos de 2022 e 2023, por conta do Paraná Urbano III – Programa Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Urbano e Melhorias de Infraestrutura Municipal. A Fomento Paraná é o agente financeiro desse programa, que recebeu um financiamento de US$ 118 milhões captados pelo Governo do Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) — R$ 125 milhões já foram capitalizados na empresa, destinados a financiar exclusivamente projetos dos municípios.

O objetivo do Paraná Urbano III é contribuir para redução do déficit de infraestrutura urbana e de serviços básicos em todos os municípios, melhorar a gestão tributária e financeira e a capacidade de planejamento urbano. Parte dos recursos será aplicada na melhoria da eficiência operacional do SFM.

“O financiamento ao setor público é importante por diversos fatores. Melhora a infraestrutura das cidades, gerando empregos diretos, atrai novos investimentos, que abrem postos de trabalho e geram renda e essa movimentação melhora a arrecadação, para investir em outros serviços necessários à população”, detalha Camila Scucato, superintendente executiva do Paranacidade.

AEN    Foto: FOMENTOPARANÁ