O áudio gerou uma aflição entre o setor comercial e os trabalhadores do centro de Ciudad del Este, principal cidade de fronteira com Foz do Iguaçu. “Não sabemos a origem desse áudio, já ouvi falar. A gente se encontra regularmente com o pessoal da Vigilância Sanitária do Ministério. No momento, a possibilidade de um novo fechamento de fronteira está totalmente descartada”, afirma.

Kunzle pediu que a comunidade se orientasse pelos canais oficiais de comunicação para evitar a circulação de informações falsas, como foi o caso neste caso específico. A versão rápida ganhou as ruas de Ciudad del Este e causou pânico, pois a cidade está em processo de recuperação depois de ficar literalmente trancada por mais de sete meses.

Ele explicou que acompanha de perto o desenvolvimento da pandemia na cidade de Foz do Iguaçu. “Na verdade, estamos preocupados com a situação em todo o Brasil, não só na Foz, que não é uma ilha. Em todo o país vizinho há aumento de casos, há medidas ainda mais rígidas em alguns estados, declaradas zonas vermelhas, com fechamentos e quedas de tráfego. É algo bastante preocupante”.

Com informações: Portal da Cidade/Foto: Divulgação.