O Projeto Máscaras Pela Vida, da Prefeitura de Guarapuava, está gerando renda e levando proteção aos guarapuavanos. Dois meses após o início do projeto, nesta segunda-feira (22), a iniciativa atingiu a marca de 50 mil itens produzidos e entregues à população.

“É uma marca simbólica que mostra a dedicação e empenho de cada um dos envolvidos, garantindo renda, assistência e segurança aos guarapuavanos, com a distribuição gratuita desses itens para a população”, afirmou a secretária de Políticas Públicas Para as Mulheres, Andresa do Amaral.

A ação é uma parceria entre três Secretarias Municipais, com execução de serviços em diferentes etapas. “Temos uma união de esforços nesse projeto, onde a Secretaria de Desenvolvimento Econômico atua na compra do material e distribuição para as entidades e instituições; a Secretaria de Políticas Públicas que contratou e fiscaliza o trabalho das costureiras; e a nossa equipe, que através dos cadastros de Cras (Centro de Referência e Assistência Social), Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e entidades sociais, está no processo de montagem dos kits para confecção e na distribuição dos itens prontos”, explicou o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Ari Marcos Bona.

“Essa é uma solução inovadora e eficiente que executamos aliando o cumprimento de medidas de prevenção à soluções que minimizam o impacto econômico local, e que já traz grandes resultados, com geração de renda familiar e democratização de acesso às máscaras”, avaliou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Sandro Abdanur. É o caso da Rosimeri Aparecida Ribeiro, moradora do bairro Vila Bela, que costura há cinco anos e viu na participação do projeto uma oportunidade de renda extra para a família durante a pandemia.

“Meu trabalho está ajudando na prevenção das pessoas contra a Covid e na renda aqui de casa, já que eu e meu marido somos trabalhadores autônomos, o dinheiro das máscaras está ajudando no sustento de casa”, relatou a costureira, que conta com a parceria do marido na produção. Todos os itens são confeccionados por costureiras que se cadastraram no projeto. A meta é alcançar a marca de 100 mil máscaras para distribuição à famílias em situação de vulnerabilidade, profissionais da saúde, usuários do transporte coletivo, igrejas, entidades sociais e servidores públicos.

Informações/Foto: Prefeitura de Guarapuava