O empreendedorismo seguiu avançando no Paraná em 2021. De acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados da Receita Federal, foram registradas 265.545 novas micro e pequenas empresas. O número representa um crescimento de 15,5% em relação a 2020, quando foram formalizados 229.805 novos negócios. Ao comparar com 2019, período antes da pandemia, o aumento foi de 27,05%, quando foram criados 209.002 novos CNPJ.

“Empreender, além do potencial natural dos paranaenses, foi uma alternativa para buscar uma renda diante da crise causada pela pandemia. O chamado empreendedorismo por necessidade vem numa escala de crescimento, impactando na abertura de novos negócios”, diz Amberson Bezerra, coordenador estadual de Políticas Públicas e de Acesso a Serviços Financeiros do Sebrae Paraná.

O setor de comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios foi o com maior número de empresas criadas, com o total de 25.068. Em seguida, vem a promoção de vendas (22.163), o comércio varejista de bebidas (16.644) e as obras de alvenaria (15.831). Em quinto lugar está a preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente, com 14.943 novos CPNJ abertos em 2021.

No Brasil

A nível nacional, o ano também foi histórico. Segundo levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados da Receita Federal, o ano passado registrou um recorde de novos pequenos. Foram mais de 3,9 milhões de empreendedores que se formalizaram em busca de obter uma fonte de renda ou para realizar o sonho de serem donos da própria empresa. Esse número representa um incremento de 19,8% em relação a 2020, quando foram criados 3,3 milhões de CNPJ; e de 53,9% em relação a 2018, quando foram formalizados 2,5 milhões de micro e pequenas empresas.

“O relatório da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2020, realizado pelo Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), fez uma estimativa de que 50 milhões de brasileiros que ainda não empreendiam, tinham planos de abrir um negócio nos próximos três anos”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles, que destaca ainda que desse total, 1/3 dos potenciais empreendedores teriam a pandemia como maior motivação, mas os outros dois terços seriam movidos pelo desejo natural de empreender.

Melles atribui esse incremento registrado no ano passado também à melhoria do ambiente de negócios no Brasil e à consolidação da figura jurídica do Microempreendedor Individual (MEI), que com um processo desburocratizado de abertura e com baixo custo de carga tributária, tem sido a principal escolha de quem quer começar a empreender. Do total de CNPJ criados em 2021, 3,1 milhões optaram por ser MEI, o que corresponde a 80% dos negócios abertos. “Nos anos de 2018 e 2019, eles representavam 75% dos pequenos negócios criados”, observa o presidente do Sebrae.

As microempresas correspondem a 17,35% (682,7 mil) das empresas abertas em 2021, e nesse ano, também apresentaram o maior número de empresas desse porte da série histórica. Em 2018, foram 540,6 mil; em 2019, 579,3 mil e em 2020, 579,5 mil. Já em relação às empresas de pequeno porte, em 2021 foram abertas 121,9 mil, número 29% superior ao de 2020, quando foram criadas 94,3 mil, e 62,5% superior ao de 2018 (75 mil). “Não só os MEI apresentaram incremento, foram todos os portes que compõem o universo dos pequenos negócios no Brasil. Isso mostra que esse segmento é, realmente, o caminho para a retomada”, finaliza Melles.

10 Setores que mais abriram em 2021, no Paraná
● Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios – 25.068
● Promoção de vendas – 22.163
● Comércio varejista de bebidas – 16.644
● Obras de alvenaria – 15.831
● Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente – 14.943
● Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares – 13.063
● Comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal – 12.728
● Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar – 12.323
● Instalação e manutenção elétrica – 11.580
● Comércio varejista de outros produtos não especificados anteriormente – 10.772
● Serviços de pintura de edifícios em geral – 10.742
● Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, municipal – 9.779
● Cabeleireiros, manicure e pedicure – 9.683
● Comércio varejista de produtos alimentícios em geral ou especializado em produtos alimentícios não especificados anteriormente – 8.698
● Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial – 8.649
● Outras atividades de ensino não especificadas anteriormente – 7.879
● Instalações hidráulicas, sanitárias e de gás – 7.869
● Serviços domésticos – 7.789
● Comércio varejista de calçados – 6.931
● Restaurantes e similares – 6.863
● Atividades de Estética e outros serviços de cuidados com a beleza – 6.790

da assessoria