A professora Zenilda Batista Bruginski (PT) confirmou que é candidata a prefeita de Palmeira e que terá como vice-prefeito, Israel Lourenço (PCdoB) e que aguarda a homologação da candidatura pela Justiça Eleitoral para iniciar, efetivamente, sua campanha visando as eleições de 15 de novembro.

Filiada e militante do PT desde 1982, há 38 anos, portanto, Zenilda Batista Bruginski, nascida em Palmeira em 1951, apresenta-se como candidata a prefeita para oferecer ao eleitorado uma opção feminina nas eleições majoritárias deste ano. Ela que ir para a disputa eleitoral pela Prefeitura levando as experiências de duas eleições como candidata a vereadora, em 2012 e 2016.

Depois que saiu de Palmeira, após concluir os estudos na então Escola Normal, em 1969, foi cursar a faculdade de Serviço Social na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Na sequência, fez mestrado na PUC-RJ e cursou doutorado na PUC-SP. Zenilda foi professora do curso de Serviço Social na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) entre 1975 e 2002. No período, foi também vice-presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) e membro fundadora do Núcleo Regional de Serviço Social de Ponta Grossa. Ainda, foi vice-presidente da Associação Brasileira de Serviço Social – Região Sul I e vice-presidente da Associação de Docentes da UEPG, por dois mandatos. Zenilda ainda presidiu o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior (Sintespo).

Sempre investindo na sua formação profissional, atualmente Zenilda conclui doutorado na Universidad Argentina John Kennedy, em Buenos Aires. Ela é também diplomada como Terapeuta Comunitária pela instituição Acreditar&Compartilhar, de Curitiba, e estagiou pelo curso de Terapia Comunitária e pelo doutorado em Psicologia Social no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), em Palmeira.