Entrou na contagem regressiva o prazo para quem vai participar do mais recente projeto acadêmico da Revista do Legislativo Paranaense, desenvolvida pela Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná: o Dossiê “Políticas públicas para as cidades”, organizado em parceria com os professores Alexsandro Eugênio Pereira, da Universidade Federal do Paraná, Lucas Mesquita e Ramon Blanco, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

Os interessados devem submeter seus trabalhos até o próximo dia 5 de abril e serão aceitos os artigos que abordem três temas: 1) políticas públicas das cidades, com ênfase sobre a formação e implementação de políticas nas áreas de educação, saúde, segurança pública e urbanismo; 2) formação de redes internacionais de cidades, como a Mercocidades e o seu papel no desenvolvimento de políticas públicas locais; 3) transferência e a difusão de políticas públicas com base nas experiências desenvolvidas pelas cidades da América do Sul.

“A publicação do Dossiê tem relevância acadêmica e prática, pois permitirá, sobretudo, o compartilhamento de experiências de formulação e implementação de políticas públicas nas cidades. As soluções políticas para os problemas das cidades podem ser encontradas na experiência de gestores públicos, que criaram e implementaram políticas específicas em suas cidades. Por isso, olhar a formação de redes internacionais de cidades é relevante, pois elas criam oportunidades para o compartilhamento de ideias, conhecimentos e políticas. Nesse sentido, o Dossiê pretende reunir estudos sobre essas redes e sobre as experiências de formulação e implementação de políticas públicas desenvolvidas no âmbito das cidades brasileiras e de outros países da América do Sul”, explicou o professor Alexsandro Eugênio Pereira.

As regras para quem vai submeter artigos estão detalhadas no site da Revista, no endereço eletrônico http://revista.assembleia.pr.leg.br/. “Os trabalhos devem ser formatados e submetidos de acordo com as normas de publicação da Revista que constam na aba ‘iretrizes para autores”, ressaltou a editora-chefe da Revista, Roberta Picussa.

Serão priorizados artigos com análises inéditas sobre a temática do Dossiê e que não tenham sido publicados em outros periódicos ou como capítulos de livros.

Prazos – Após o encerramento do prazo de inscrição, no dia 5 de abril, os organizadores farão uma seleção, para conferir se todos atendem às normas e temas especificados. Na sequência, os trabalhos escolhidos passarão por uma avaliação às cegas, para garantir a integridade e imparcialidade das avaliações, até o dia 24 de maio. As etapas seguintes, que podem ser conferidas no site da Revista, serão reservadas para revisão e reformulações, até a publicação do Dossiê, programado para agosto de 2021.

Assembleia legislativa.